Kubica: Ficar na Fórmula 1 é mais difícil do que fazer um retorno

Robert Kubica

Ficar na Fórmula 1 além de 2019 será um desafio maior do que apenas retornar este ano.

Essa é a afirmação de Robert Kubica, que este ano executará um dos mais impressionantes retornos esportivos de todos os tempos, retornando à F1 após uma ausência de oito anos.

“Voltar à F1 não será fácil. Um dos maiores e mais difíceis desafios da minha carreira está à minha frente”, disse o piloto de 34 anos à emissora polonesa Telewizja Polska.

“Mas é por isso que eu estava me esforçando”, disse Kubica.

Não só isso, o ex-piloto da BMW e Renault estará em um Williams, que no ano passado foi o carro mais lento no grid.

“A temporada anterior não foi fácil para a Williams. Mas os regulamentos estão mudando e isso pode nos permitir voltar a competir”, admitiu Kubica.

“Não é como se de repente fôssemos a melhor equipe, mas vamos trabalhar duro para tornar o carro melhor que o anterior”, disse ele.

Kubica disse que não está definindo uma “meta concreta” em termos de classificação real ou resultados de corrida para 2019.

“Meu objetivo é talvez ainda mais difícil do que voltar para a F1. É ficar na F1”, disse ele.

“A competição é ótima. Os 20 melhores pilotos do mundo estão aqui, então não será uma tarefa fácil, especialmente depois de uma pausa tão longa”, acrescentou Kubica.

“O carro será muito importante. Se conseguirmos melhorá-lo, o objetivo será mais fácil”, disse ele.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.