Hulkenberg admite que a F-Indy é uma opção para 2020

Nico Hulkenberg

Nico Hulkenberg confirmou relatos de que ele pode se mudar para a F-Indy em 2020.

Embora estivesse claro que cockpits em potencial na F1 estavam se esgotando rapidamente, o alemão finalmente anunciou no Brasil que não estará no grid de 2020. “Agora posso escolher entre ser pizzaiolo, cabeleireiro, dentista ou ginecologista”, brincou em Interlagos.

Despedido pela Renault, Hulkenberg admite que será “triste” quando, pela primeira vez em uma década, ele sintonizar para assistir ao GP da Austrália em março próximo pela TV. Mas ele diz que não é de tudo ruim.

“Estou ansioso por um pouco mais de tempo livre e não ter que viver segundo este calendário”, disse o piloto de 32 anos. “Para começar, quero ir ao Australian Open de tênis em janeiro, o que não é algo que tenha sido capaz de fazer nos últimos dez anos”.

No entanto, Hulkenberg insiste que não se vai se aposentar e que vai continuar a mirar a F1, embora exclua a possibilidade de ficar simplesmente para ser um piloto reserva.

“Não é a minha aposentadoria, é um não para a Fórmula 1 em 2020”, afirmou. “Adoro este esporte e estes carros e estarei pronto e em forma se houver uma chance de regresso”.

Ele já descartou relatos de que estaria se mudando para o DTM, culpando jornalistas “entediados” por essas histórias. “Recebi alguns telefonemas de algumas equipes de corridas, mas não assinei nada e não o farei durante algum tempo. Eu quero ter o tempo que preciso para decidir o que quero fazer”, explicou Hulkenberg.

Mas ele não é tão indiferente aos rumores que o ligam à F-Indy – mesmo que ele continue a descartar corridas nas ovais americanas de alta velocidade. “Sempre disse que não sou fã de ovais. Simplesmente não gosto deles e não parecem ser para mim. Então, sim, eu me restringiria aos circuitos mistos”, admitiu ele.

No geral, ele diz que não está amargurado por a sua carreira na F1 estar terminando sem sequer um único pódio. “Se eu olhar para trás, poderia ter corrido melhor aqui ou ali. O potencial para mais estava lá. Mas posso viver com isso”, comentou Hulkenberg.

“E é bom que eu possa viver com isso, porque não posso mudar isso. Estou bem comigo”, concluiu o alemão.

Clique AQUI para apostar no GP do Brasil

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.