Horner: Fórmula 1 deve ter as prioridades certas com motores

Christian Horner

Christian Horner

O chefe da Red Bull, Christian Horner, diz que a Fórmula 1 está em uma encruzilhada e deve tomar decisões agora para permanecer relevante na próxima década.

A fórmula atual do motor híbrido da F1 deve ser renovada em 2021 e a categoria está atualmente trabalhando com as partes interessadas e as fabricantes de automóveis para decidir qual caminho seguir.

A FIA insiste que a F1 deve continuar a ser o pináculo do automobilismo, mas também encontrar uma solução que permita motores mais baratos, mais barulhentos e suficientemente potentes. Duas reuniões já foram realizadas para discutir a próxima geração de unidades de potência e uma análise posterior será completada durante o verão antes de ser revista na próxima reunião do Grupo de Estratégia da F1 em setembro.

Horner, que representa a maior equipe na F1 sem o apoio de fabricante de automóveis, diz que a categoria precisa encontrar o equilíbrio correto entre a tecnologia relevante para a rua e o entretenimento.

“Eu acho o que é realmente interessante é que a Fórmula 1 está efetivamente em uma encruzilhada com os novos regulamentos, porque essas regras teoricamente vêm em 2021 e provavelmente durarão de oito a dez anos, então o que estamos olhando é na verdade, a relevância da Fórmula 1 até 2030”.

“Agora, até 2030, quantas pessoas realmente estarão dirigindo carros? Será que eles serão autônomos? Eles vão ser elétricos? O mundo está mudando muito rápido nesse setor”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.