Honda decide se continua na F1 até outubro

Yusuke Hasegawa

Yusuke Hasegawa

Com o “dia D” aproximando-se rapidamente, a McLaren decidirá se deve continuar com a Honda ou não – embora alguns digam que a decisão já foi tomada – há dúvidas também sobre o acordo da Sauber com o fabricante de motores japonês para um fornecimento em 2018, agora que Monisha Kaltenborn foi demitida da equipe.

Entende-se que o contrato da Honda com Sauber foi um trabalho de Kaltenborn e, após sua partida, o fabricante japonês não tem certeza se quer prosseguir com o negócio, com a Sauber sentindo-se praticamente da mesma maneira. Frederic Vasseur, novo chefe da equipe Sauber disse que pelo o que ele está vendo acontecer com a McLaren, “trabalhar com a Honda pode ser assustador.”

Não é surpreendente, portanto, saber que com ambas as parcerias no ar, a Honda estabeleceu que vai decidir em outubro se permanece ou sai da F1. E surpresa, surpresa – ao mesmo tempo que a McLaren e Fernando Alonso devem chegar a decisões sobre seus futuros.

A decisão da Honda, de acordo com a Auto Motor und Sport, será baseada no sucesso [ou não] da última atualização com a qual o fabricante japonês espera um aumento de cerca de 35 a 40 cavalos de potência. Se o desempenho e a confiabilidade não corresponderem às expectativas, e a primeira parte da atualização teve resultados mistos quando introduzida na Áustria na semana passada, a Honda sairá.

Isso deixaria duas equipes à procura de motores, no entanto, ao contrário da Red Bull, nenhuma delas ameaçou abandonar a F1.

A Auto Motor und Sport afirma que nem a Mercedes nem a Ferrari querem fornecer seus motores para a McLaren, o que deixaria a equipe da Woking olhando para a Renault, enquanto a Sauber provavelmente continuaria sendo um cliente da Ferrari.

Dito isto, entende-se que a equipe suíça está buscando um acordo de motor, pelo qual o custo seria em parte ajustado ao dar um assento ao piloto escolhido pelo fornecedor, no caso da Mercedes Pascal Wehrlein ou Antonio Giovinazzi e Charles Leclerc para Ferrari, ou mesmo Nobuharu Matsushita para a Honda, apesar dos japoneses ainda não terem concordado com isso.

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.