Fernanda de Lima: Ferrari sem freio?

f1-montezemolo-alonso

Luca di Montezemolo e Fernando Alonso

Corridão na Hungria, hein?! Especialmente do vencedor inesperado, Lewis Hamilton. Eu não contava com essa vitória agora. Com o forte calor da Hungria, os desgastes dos pneus da Mercedes me pareciam quase certos. Ainda que a equipe alemã conquistasse a pole, no final, assim como nas corridas anteriores, o resultado já me parecia consolidado, contando ainda com o fato de a equipe de Lewis Hamilton e Nico Rosberg ter sido a única a não participar dos testes dos novos compostos da Pirelli em Silverstone. De jeito nenhum aquela Mercedes seguraria a ponta. Mas como é bom ter uma surpresa! A firmeza e a precisão de Lewis foram fundamentais para a sua 22ª vitória na carreira.

A briga de dois grandes pilotos do grid atual a quatro voltas do final veio para fechar com chave de ouro essa parada para as férias de agosto. Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel duelaram pela segunda colocação no pódio, o homem de gelo deu um chega pra lá no alemão e garantiu o segundo posto não só na prova, mas no campeonato. O finlandês só vê à sua frente agora, justamente ele, Sebastian Vettel. Na ordem: Vettel 172 pontos, Raikkonen 134, Alonso 133, Hamilton 124.

Outro ponto a se destacar. A F1 está cheia de espíritos de velhos gagás! Me indignei junto com Romain Grosjean após a punição por conta da ultrapassagem legítima em cima de Felipe Massa, e também achei injusta a punição por conta do incidente com Jenson Button, o chorão master dessa categoria. Drive through desnecessário após uma manobra linda do francês pra cima do brasileiro! As duas rodas de Romain ultrapassam o limite da linha branca, mas Massa já estava batido. Massa, inclusive, que defendeu Grosjean depois da corrida. Surreal. Grosjean está marcado pelas bobagens que já cometeu. Quem foi julgado no domingo foi o “maníaco da primeira volta”, não o Grosjean daquele dia. E infelizmente a comissão da F1 não demonstra competência ou discernimento para avaliar um dia de cada vez.

A F1 só volta no dia 25 de agosto, no GP da Bélgica, e essa parada será, ou melhor, terá de ser muito útil para a Ferrari. Porque na pindaíba que a escuderia italiana anda, um momento para parar e repensar alternativas é muito bem-vindo. Não acredito numa virada espetacular para a próxima metade do campeonato. Principalmente porque o problema da Ferrari parece ser estrutural. Ano após ano não há evolução. Hoje a equipe é o quê? A quarta potência do grid? Embora não em números, acredito que sim. Ao meu ver, Red Bull, Lotus e Mercedes são muito mais resilientes. Em algum momento os italianos se perderam no caminho, deixando para trás a construção de uma história baseada no planejamento. O carro não é competitivo, sua estrela maior já demonstra insatisfação publicamente. Acho que nem a versão mais pessimista de Alonso esperava por isso na vinda em 2010 para a Ferrari. Apesar de muitos pódios terem sido arrancados no braço pelo espanhol, para bater quem está lá na frente é preciso ter conjunto. Luca di Montezemolo mostrou-se incomodado com a insatisfação do espanhol. Frases de lá e de cá viraram prato cheio para quem gosta de especulação.

Nessa terça-feira, a revista italiana Autosprint colocou Kimi Raikkonen no lugar de Alonso no próximo ano, que por sua vez ocuparia o lugar de Mark Webber na Red Bull. Será? Pra mim, pelo menos por enquanto, é a guerrinha psicológica entre Alonso e Ferrari. Um pressiona de um lado, a outra responde do outro e deve ficar por isso mesmo. Mas Kimi na Ferrari, pelo amor de Nossa Senhora das Pistas, NÃO!

Dados os números dos últimos anos, o planejamento da Ferrari talvez deva começar do zero. Novos engenheiros? Novo projetista? Talvez daí saia, enfim, um carro aceitável para quem quer, de fato, brigar pelo título. Hoje, do jeito que está, não há freio que segure o carro na ladeira que está.

Fernanda de Lima

Leia e comente outras colunas de Fernanda de Lima

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.