F1 – Wolff admite ter votado contra as corridas classificatórias

Toto Wolff

Toto Wolff admitiu que votou contra a proposta da Liberty Media de testar um novo formato radical de classificação em 2020.

Ross Brawn, diretor esportivo da Fórmula 1, havia revelado um plano de experimentar um novo formato em três finais de semana do próximo ano. A ideia era basear a classificação em uma corrida curta com o grid invertido.

“Nós estávamos só pedindo a oportunidade de testar o formato em três provas”, declarou Brawn. “Inicialmente, as equipes disseram que concordariam, mas então duas delas levantaram a mão na última reunião e se opuseram”.

Wolff agora admite que a Mercedes foi uma dessas duas equipes.

“Eu fiz isso porque nós temos de respeitar o DNA da F1. É nossa responsabilidade”, disse ele ao L’Equipe da França.

“Não foi para manter uma suposta vantagem porque nós provavelmente ficaríamos na frente da Ferrari considerando a velocidade atual deles em classificação”.

“Entretanto, quando você assiste a final dos 100 metros nos Jogos Olímpicos, Usain Bolt não larga cinco metros atrás dos outros para melhorar o espetáculo”, acrescentou Wolff.

Clique AQUI para apostar no GP dos EUA

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.