F1 – Williams não podia pagar para manter Massa, diz Symonds

Felipe Massa e Lance Stroll

Felipe Massa e Lance Stroll

A aposentadoria de Felipe Massa no final da temporada passada só aconteceu porque a Williams não podia pagar para mantê-lo de acordo com o ex-diretor técnico da equipe, Pat Symonds.

Massa anunciou sua aposentadoria no ano passado no GP da Itália e a Williams posteriormente anunciou que Lance Stroll iria tomar o seu lugar. A carreira de Stroll foi financiada por seu pai bilionário.

No entanto, a abrupta aposentadoria de Nico Rosberg no final do ano levou a Williams a vender Valtteri Bottas para a Mercedes, abrindo a porta para Massa continuar sua carreira.

Symonds, que deixou a equipe em dezembro antes do retorno de Massa, anunciou à revista F1 Racing que ele insistiu com a equipe para manter a estabilidade em sua lista de pilotos devido às novas regras técnicas introduzidas este ano.

“Quando eu estava lá, estava convencido de que, quando cruzamos com um novo conjunto de regras, era importante estabilizar todo o resto”, disse ele.

“Em um mundo ideal eu teria mantido ambos os pilotos, mas os orçamentos na época não aguentavam isso. A Williams precisava pelo menos manter Valtteri”.

A equipe indicou que só estava preparada para liberar Bottas para a Mercedes porque Massa foi capaz de retornar.

“Para manter alguma continuidade, a única opção era trazer de volta Felipe”, continuou Symonds. “Temos de lembrar que Felipe realmente não queria se aposentar, mas em 2016 a equipe não podia mantê-lo”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.