F1 – Whiting rejeita controvérsia do safety car

Safety car no GP da China

Charlie Whiting afirmou que a FIA não tem tempo para considerar se a entrada do safety car favorece certos competidores e prejudica outros.

Comentários feitos após o GP da China, particularmente por Sebastian Vettel, da Ferrari, lançaram dúvida sobre a decisão de utilizar o safety car, que favoreceu a Red Bull naquele momento.

Whiting, diretor de prova da Fórmula 1, declarou à Autosprint da Itália: “Se nós decidimos usar o safety car, é por razões de segurança. Então, naquele momento, não estou pensando em quem terá vantagem e quem não terá”.

“Tudo o que fazemos é aguardar um certo espaço no tráfego na pista. Os destroços estavam espalhados por uma grande área, portanto eu quis esperar que todos os carros estivessem atrás do safety car antes de enviar os fiscais”.

Whiting disse que ficou surpreso com a controvérsia em relação ao momento da entrada do safety car pela batida entre os carros da Toro Rosso na China.

“Nós temos o VSC (safety car virtual) desde 2015 e o safety car há 20 anos, então já deveria ter sido compreendido que todas as vezes haverá vencedores e perdedores”, insistiu ele.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.