F1 – Verstappen não se compromete com a Red Bull após 2020

Christian Horner, Max Verstappen e Helmut Marko

Max Verstappen não quer se comprometer com a Red Bull além do término de seu contrato atual.

No começo deste ano, houve rumores sobre uma cláusula de saída relacionada ao desempenho em seu contrato, mas o holandês continua preso à Red Bull até o final de 2020.

Entretanto, uma série de comentários feitos por Verstappen e seu pai Jos indicaram que eles estão desapontados com o progresso da Red Bull em 2019.

A revista alemã Auto Motor und Sport questionou Verstappen sobre seu contrato de 2020 e se ele está pensando no que fazer depois.

“Eu não estou muito preocupado”, respondeu ele. “Primeiramente, quero dar uma boa olhada em tudo o que foi prometido e no que realmente importa. Nós queremos vencer corridas e o campeonato no próximo ano, é por isso que estou aqui”.

“A Red Bull e eu estamos trabalhando juntos por essa meta. Porém, há muitos outros pontos de interrogação após 2020. O que vai acontecer com a Fórmula 1 em geral? É por isso que estou tendo calma. Não estou com pressa”.

A implicação óbvia dos comentários de Verstappen é que ele pode estar considerando uma mudança para outra equipe de ponta, Ferrari ou Mercedes. O holandês reconheceu que, nos últimos anos, a Red Bull foi superada pelas duas.

“Nos anos depois da equipe vencer os campeonatos, a desvantagem de motor não nos ajudou. Acho que a filosofia sempre foi ter uma base sólida e então alcançá-las, o que funcionou de 2010 a 2013. Porém, as outras equipes melhoraram desde então”.

Ao ser questionado se as coisas serão melhores em 2020, Verstappen respondeu: “Nós vamos tentar, mas também tentamos nos últimos anos. Precisamos analisar exatamente o que podemos fazer diferente e então fazer melhor”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.