F1 – UBS vai reduzir o patrocínio na categoria

GP da China de 2013

A maior patrocinadora da F1, a UBS, está programando diminuir seu investimento no esporte.

A empresa global de serviços financeiros com sede na Suíça entrou na F1 em 2010 pelo seu então presidente-executivo Oswald Grubel.

Mas a UBS é agora liderada por Sergio Ermotti, um banqueiro suíço, que no ano passado iniciou uma pesquisa de mercado para a analisar o acordo de Grubel com a F1.

O jornal suíço Blick na segunda-feira citou um porta-voz da UBS, dizendo: “Nós sempre destacamos que a Formula 1 é um compromisso de longo prazo”.

“Estamos muito satisfeitos com a parceria”.

A reportagem disse que a UBS assinou um novo contrato, menos lucrativo com Bernie Ecclestone.

“Nós colocamos a clientela base mais no centro e focamos a marca em mercados chave de crescimento”, disse o porta-voz.

Parte da redução do acordo é a publicidade na pista em menos corridas e o fim do patrocínio título do GP da China.

A reportagem disse que a UBS estará reduzindo o gasto anual de aproximadamente 54 milhões para 32 milhões de dólares.

 

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.