F1 – Túnel de vento é chave para sucesso futuro da McLaren

McLaren

O diretor técnico da McLaren, James Key, acredita que o novo túnel de vento que está sendo construído em sua sede em Woking será fundamental para o sucesso da equipe, após a parceria com a Toyota nos últimos dez anos para seu túnel em Colônia.

A equipe britânica está atualmente em quarto lugar na classificação de construtores e parece que vai terminar no mesmo lugar no final do ano, o que marcará o seu melhor resultado desde 2012, mas a novidade é para que eles possam tirar o máximo proveito de seu carro a ser projetado.

Key afirma que o túnel de vento era a principal prioridade dele e do recentemente nomeado Andreas Seidl para ajudar a desenvolver a equipe. “Foi muito importante”, disse Key ao site da Fórmula 1.

“Acho que quando eu e Andreas nos juntamos, era um dos grandes projetos, que estava um pouco em cima da mesa, mas que precisava ser racionalizado e discutido, e foi exatamente o que fizemos”, explicou.

“Tivemos uma excelente relação com a Toyota ao longo dos últimos 10 anos, a equipe tem estado com eles, continuando a nos prestar um serviço muito bom, mas o fato é que o túnel está envelhecendo em comparação com os túneis mais avançados de muitas equipes de F1 e a tecnologia que está num túnel de vento moderno é extraordinária – é um daqueles pequenos segredos que fica escondido”, comentou.

“Mas se alguma vez virmos um e virmos o que se está se passando, há uma enorme quantidade de tecnologia, técnicas e metodologias interessantes em torno da forma como agora testamos num túnel de vento”, prosseguiu Key.

Os túneis de vento modernos usam a dinâmica de fluidos computacional (CFD) e outras novas tecnologias para exibir a aerodinâmica e o fluxo de ar em um carro, algo para o qual Key sente que um novo túnel é necessário.

“Os túneis de CFD e de vento se complementam muito bem, particularmente nas corridas, quando você tem uma situação muito caótica”, acrescentou ele. “O carro está se movendo por todo o lado, tem pneus rotativos e uma corrente de ar, há muita complexidade lá”.

“Por isso, o CFD faz um trabalho cada vez melhor de compreender como esses fluxos estão funcionando e de nos demonstrar, como engenheiros, o que se está se passando. Acho que estamos olhando para as novas gerações de tecnologia e técnicas que estão chegando e que ajudam a facilitar a construção de novos túneis de vento”, concluiu.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.