F1 – Toro Rosso escolheu a juventude, mas a equipe está amadurecendo

Toro Rosso

A decisão da Toro Rosso de contratar Max Verstappen como companheiro de equipe de Daniil Kvyat para 2015 provocou empolgação a respeito do potencial da dupla de pilotos mais jovem na história da Fórmula 1.

Mas longe dos homens no cockpit, as esperanças de um progresso real da organização baseada em Faenza estão se tornando mais realistas graças à sua estrutura cada vez mais madura.

Apesar de os resultados atuais não serem tão bons quanto os da época de Sebastian Vettel – quando o uso de um chassi projetado pela Red Bull ajudou a Toro Rosso a vencer o GP da Itália de 2008 – uma reforma das instalações nos últimos anos deve deixar a equipe em sua melhor forma até o final do próximo ano.

Franz Tost, chefe da equipe, declarou ao site Autosport: “Você não pode fazer comparações com o carro de 2007 ou 2008, mas agora como uma construtora, a Toro Rosso certamente atingiu um nível muito alto durante este período de desenvolvimento. A infraestrutura deverá nos colocar entre as cinco melhores equipes da Fórmula 1 a partir de 2016”.

Estabelecer as fundações para a Toro Rosso se sustentar sozinha como uma construtora nunca seria um trabalho rápido, mas as novas instalações e um aumento do número de funcionários para 2015 deixam Tost otimista.

“Dois meses atrás, nós iniciamos o segundo prédio, que estará terminado até o final do próximo ano, quando teremos tudo sob um único teto. Isso significa que a cooperação entre os diferentes departamentos se tornará bem mais fácil e a comunicação deverá aumentar. Essa é a segunda parte da construção em Faenza, onde teremos todos os engenheiros, o departamento de hidráulica, a fabricação e também a preparação para as corridas”.

“O túnel de vento e o departamento aerodinâmico vão ficar em Bicester, e a infraestrutura também aumentou lá. Investimos muito dinheiro, e creio que atingimos um bom nível do ponto de vista da aerodinâmica, porque nosso carro é competitivo. Pensando no futuro, vamos contratar mais engenheiros nos próximos meses que virão para o escritório de projeto e o departamento de performance do veículo, o que deverá nos colocar em uma posição competitiva antes de 2015”.

Tost também acredita que o diretor técnico James Key teve um papel significativo para impulsionar as coisas.

“Tem sido um grande impulso, porque ele trouxe muitas ideias novas e também novos engenheiros. Nos permitiu renovar nosso conhecimento e ganhar experiência na Toro Rosso, e foi um passo realmente importante para a equipe. Ainda estamos neste processo de aprendizado e desenvolvimento, mas com James, tenho muita confiança de que estamos no caminho certo”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.