F1 – Steiner: Pequenas equipes sofreriam se o limite orçamental fosse aumentado

Gunther Steiner

O chefe da Haas, Guenther Steiner, disse que as equipes menores sofreriam se o orçamento de 175 milhões de dólares que está sendo introduzido em 2021 fosse aumentar no futuro, já que para as equipes maiores “não é muito dinheiro”.

Em 2021, juntamente com outras mudanças no regulamento, será introduzido um orçamento de 175 milhões de dólares, limitando o montante que as equipes podem gastar no desenvolvimento do seu carro, com o objetivo de aproximar a competição nas pistas.

Isto significa que as grandes fabricantes e equipes top como Mercedes, Ferrari e Red Bull Racing terão que reduzir seus gastos em um montante significativo.

Embora entenda que será difícil para as grandes equipes reduzirem seus gastos, Steiner afirma o quanto seria difícil para uma equipe como a Haas se o orçamento aumentasse para o futuro.

“Principalmente, não vamos fazer a diferença maior”, disse ele, conforme citado pelo site GPToday.net. “As grandes equipes precisam descer um bocado. Já para elas, é uma tarefa difícil de se fazer”.

“Mas a melhor coisa a fazer é não aumentar o orçamento, porque assim você faz a diferença ainda maior. Não faria sentido estar aqui se o intervalo fosse de dois segundos”, prosseguiu.

“Se pensarmos nisso, se tivermos um orçamento de 300 milhões e o aumentarmos em 5% para uma grande empresa, não é muito dinheiro. Mas para nós, os 5% são 10% e não podemos fazer isso. Quanto maior for o orçamento deles, maior será a percentagem para nós”, explicou o chefe da Haas.

Steiner acha que o limite orçamental é a jogada certa inicialmente para o esporte, para ver se ele aproxima as corridas. “É um passo muito bom em primeiro lugar, mas precisamos ver como funciona, precisamos ver todas as nuances e ir a partir daí”, acrescentou ele.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.