F1 – Schumacher: Falta de ritmo de corrida na Austrália foi um caso único

F112-schumacher-malasia-rosto-quinta615

Conteúdo patrocinado por: selopatrocinio

Michael Schumacher acredita que a Mercedes não enfretará uma repetição das dificuldades que teve no GP da Austrália, descrevendo sua falta de ritmo de corrida como “um caso único”.

“Havíamos feito alguns milhares de quilômetros nos testes de inverno e nunca tivemos problemas”, declarou Schumacher nesta quinta-feira em Sepang. “Entendemos em Melbourne que precisamos fazer um trabalho melhor com o ritmo de corrida. Mas compreendemos o que aconteceu e já resolvemos. É um caso único”.

O sete vezes campeão mundial também minimizou a importância do controverso sistema do DRS/duto-F com o qual a Mercedes iniciou a temporada, desmentindo as sugestões de que vai proporcionar uma vantagem suficiente na classificação para tornar os carros prateados favoritos à pole position.

“Certamente não. Não há dúvida que temos uma inovação que nos proporciona alguma performance, mas não creio que é uma grande performance. Vamos descobrir. O aspecto positivo básico é que definitivamente temos um carro bem melhor do que no ano passado. Ainda precisamos compreendê-lo em todas as circunstâncias a fim de extrair benefício e performance dele”.

“Como vimos na corrida, podemos melhorar bastante em termos de ritmo de prova. Acredito que não teríamos conseguido subir ao pódio em Melbourne se tivéssemos ido até o final – talvez um quinto lugar fosse o melhor que poderíamos ter feito”.

“Mas temos boas idéias a respeito do que melhorar em relação à Austrália. Se isso significa que estaremos no pódio é outra história, pois há pelo menos quatro carros que estão muito fortes, duas McLarens e duas Red Bulls”.

LS – www.autoracing.com.br 

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.