F1 – Ricciardo domina o GP de Mônaco

Daniel Ricciardo

Daniel Ricciardo superou um problema de confiabilidade para segurar Sebastian Vettel e conquistar sua segunda vitória na temporada 2018 da Fórmula 1 no GP de Mônaco.

Ricciardo dominou confortavelmente as primeiras voltas antes de um aparente problema no sistema de recuperação de energia prejudicá-lo durante a maior parte da prova. Ele gerenciou a perda de potência para garantir a sétima vitória de sua carreira na F1, com Vettel em segundo e Lewis Hamilton em terceiro.

Ricciardo se defendeu de Vettel na primeira curva e abriu uma vantagem de 3.6s antes dos líderes pararem para a troca de pneus. Vettel entrou na 16ª volta e Ricciardo na 17ª, com o australiano mantendo praticamente a mesma diferença em seu retorno.

Porém, Ricciardo começou a relatar uma perda de potência e Vettel se aproximou. A Red Bull indicou que o problema não iria piorar e ele conseguiu manter a liderança mesmo com o ritmo reduzido.

Hamilton reclamou bastante do estado de seus pneus e perdeu rendimento no final, mas ainda terminou em um solitário terceiro lugar, à frente de Kimi Raikkonen e de seu companheiro de equipe Valtteri Bottas.

Esteban Ocon manteve a posição de melhor do resto, suportando a pressão de Pierre Gasly e Nico Hulkenberg – que fizeram primeiros stints excepcionalmente longos e pararam bem tarde – na segunda metade da corrida.

Max Verstappen marcou pontos depois de largar em último por causa de sua batida no sábado. O holandês chegou em nono, ultrapassando Carlos Sainz com uma manobra agressiva na chicane Nouvelle.

O único acidente da prova ocorreu quando Charles Leclerc bateu na traseira de Brendon Hartley na freada da chicane Nouvelle a sete voltas do final. Hartley estava em 11º com Leclerc logo atrás, e o estreante da Sauber atingiu a traseira da Toro Rosso após a saída do túnel.

Leclerc, que logo em seguida relatou ter perdido os freios, deslizou para a área de escape com a dianteira de seu carro destruída, enquanto Hartley retornou lentamente aos pits com a asa traseira quebrada.

Isso provocou um safety car virtual, mas restando tão pouco tempo, os líderes não arriscaram parar e a ordem continuou igual, apenas com Ricciardo se distanciando de Vettel.

Fernando Alonso foi o único outro que abandonou. O espanhol estava em sétimo até ser forçado a parar sua McLaren na saída da Ste Devote a 25 voltas da bandeirada devido a um problema na caixa de câmbio.

Classificação da prova:

Pos. Piloto Equipe Voltas Tempo/dif.
1 Daniel Ricciardo Red Bull/Renault 78 1h42m54.807s
2 Sebastian Vettel Ferrari 78 7.336s
3 Lewis Hamilton Mercedes 78 17.013s
4 Kimi Raikkonen Ferrari 78 18.127s
5 Valtteri Bottas Mercedes 78 18.822s
6 Esteban Ocon Force India/Mercedes 78 23.667s
7 Pierre Gasly Toro Rosso/Honda 78 24.331s
8 Nico Hulkenberg Renault 78 24.839s
9 Max Verstappen Red Bull/Renault 78 25.317s
10 Carlos Sainz Renault 78 1m09.013s
11 Marcus Ericsson Sauber/Ferrari 78 1m09.864s
12 Sergio Perez Force India/Mercedes 78 1m10.461s
13 Kevin Magnussen Haas/Ferrari 78 1m14.823s
14 Stoffel Vandoorne McLaren/Renault 77 1 volta
15 Romain Grosjean Haas/Ferrari 77 1 volta
16 Sergey Sirotkin Williams/Mercedes 77 1 volta
17 Lance Stroll Williams/Mercedes 76 2 voltas
18 Charles Leclerc Sauber/Ferrari 70 colisão
19 Brendon Hartley Toro Rosso/Honda 70 colisão
20 Fernando Alonso McLaren/Renault 52 caixa de câmbio

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.