F1 – Renault já está considerando penalidades estratégicas de grid

Renault

Cyril Abiteboul, diretor da Renault, admite que sua equipe esteja considerando as penalidades estratégicas de grid em sua temporada 2018, para maximizar o desempenho do motor.

Em vez de comprometer o desempenho do motor para garantir que cada unidade dure os sete grandes prêmios exigidos pela regra de três motores deste ano, a Renault poderia comprometer antecipadamente a execução de quatro ou mais unidades de potência e aceitar que as penalidades.

Esse requisito de quilometragem reduzido permitiria que a equipe funcionasse em níveis de desempenho mais altos por mais tempo, enquanto as unidades adicionais também proporcionariam oportunidades extras para introduzir atualizações.

“Eu não quero dizer muito sobre isso nesta fase, porque ainda é novidade”, disse Abiteboul. “Mas nós sabíamos que esta regra estava chegando, nós sabíamos o que precisávamos fazer, e ainda estamos um pouco abertos sobre a melhor maneira que queremos completar a temporada”.

“Em particular, não estamos assumindo que queremos reduzir o potencial de desempenho no motor por causa da confiabilidade e da quilometragem. Observamos também a evolução dos regulamentos em termos de penalidades de grid”.

“Isso se tornou um pouco mais flexível, um pouco menos doloroso, então analisaremos isso na forma como estamos construindo o plano para este ano em termos de motores na produção e possíveis penalidades de motor se houver, ou se achamos que isso é tático na nossa vantagem de fazê-lo”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.