F1 – Renault é obrigada a descartar chassi de Heidfeld após incêndio

f111-heidfeld-hungria-incendio-domingo615
A Renault foi forçada a descartar o chassi de Nick Heidfeld após o incêndio durante o GP da Hungria do último fim de semana.
O alemão teve de sair rapidamente de seu carro depois que ele pegou fogo após um pit-stop mais longo do que o esperado. Apesar de Heidfeld ter escapado ileso, sua equipe afirmou que não conseguirá usar o chassi novamente por causa dos danos severos.
“O incidente foi altamente indesejável, pois nos causou a perda de um chassi”, disse o diretor técnico James Allison. “Vamos tomar atitudes antes da próxima corrida visando reduzir a probabilidade de um outro incêndio e garantir que a garrafa de ar não possa superaquecer”.
“Estamos conversando com a FIA, tanto para fornecer um relatório completo do incidente quanto para explicar as atitudes que estamos tomando a fim de prevenir uma repetição”.
Ele declarou que, após uma investigação, a equipe descobriu que a explosão que ocorreu depois do incêndio foi causada por uma garrafa de ar dentro do carro. “Isso foi provocado pela garrafa de ar que alimenta as válvulas de ar do motor. Ela superaqueceu no incêndio e falhou”.

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.