F1 – Red Bull prestes a renovar seu acordo com a Renault

Red Bull

Red Bull e Renault deverão dar sequência à sua parceria na Fórmula 1 em 2016, desde que o proprietário da companhia de bebidas energéticas, Dietrich Mateschitz, dê sua aprovação.

Depois de toda a saga do fornecimento de motores, as duas companhias agora estão perto de renovar sua parceria, mas com implicações financeiras para a Red Bull. Infiniti e Total, patrocinadores afiliados à Renault, continuarão no RB12 no próximo ano, mas não estarão mais presentes a partir de 2017.

Os contratos com Infiniti e Total deram à Red Bull mais do que o dobro da quantia que a equipe vem pagando pelo fornecimento do motor Renault. Sob os termos do provável novo acordo, os fundos serão significativamente reduzidos em 2016, aumentando o que a própria Red Bull precisa pagar à Renault.

A renda adicional para a Renault vai ajudar parcialmente a financiar sua equipe de fábrica, com seu acordo para comprar uma parcela majoritária da Lotus devendo ser anunciado no GP de Abu Dhabi. A montadora francesa também terá mais dinheiro para investir em seu programa de desenvolvimento do motor.

Um fator ainda a ser determinado é se os motores continuarão se chamando Renault, terão um nome inteiramente diferente ou nenhuma marca. Acredita-se que a Renault ficaria feliz se a Red Bull rebatizasse seu motor, pois isso permitiria um foco de marketing claro na equipe de fábrica.

Segundo o site Autosport, os novos contratos já foram trocados, mas uma fonte acrescentou: “Nenhuma decisão foi tomada porque Mateschitz tem a palavra final. O chefão ainda não decidiu se a Red Bull continua ou não na Fórmula 1, isso ainda está em aberto”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.