F1 – Red Bull: Nova regra da asa dianteira em 2019 foi desnecessária

Red Bull – dianteira 2019

Christian Horner diz que ainda acha que o novo regulamento para a asa dianteira de 2019 foi “desnecessário”.

A Liberty Media pressionou a mudança de design, que tornaria a ultrapassagem mais fácil, mas o chefe da Red Bull, Horner, diz que o resultado real foi um grande fracasso para as equipes.

Horner também admitiu à revista alemã Auto Motor und Sport ontem que a Red Bull levou mais tempo do que as outras equipes para acertar o novo conceito aerodinâmico.

“Penso que sim”, disse ele. “O nosso conceito aerodinâmico depende fortemente da asa dianteira, o que tem impacto no resto do carro. Como resultado, o nosso carro era muito sensível na pista”.

“Demorou algum tempo a perceber e a otimizar isso”, comentou Horner. “O carro era difícil de configurar e difícil de conduzir, mas ainda assim obtivemos bons resultados mesmo no início do ano”.

O Autoracing já havia revelado esse problema da Red Bull com exclusividade na segunda-feira passada.

Horner acha que a decisão de seguir com os regulamentos das asas dianteiras de 2019 foi principalmente política. “A Ferrari e a Mercedes queriam mesmo essa asa”, explicou o chefe da Red Bull.

“Penso que já perceberam que o exercício só custou dinheiro e não melhorou as corridas. Na minha opinião, foi uma despesa desnecessária”, concluiu Horner.

Clique AQUI para apostar no GP de Abu Dhabi

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.