F1 – Red Bull comemora nova vitória; Honda lembra do “motor de GP2”

Christian Horner, Max Verstappen e Helmut Marko

Muita comemoração na Red Bull Racing pela vitória de Max Verstappen no GP da Alemanha. O holandês superou um começo difícil para aparecer depois na frente, sob condições molhadas.

Christian Horner, chefe da equipe: “É uma loteria e Max manteve a cabeça, foi um máximo de nove paradas para alguns pilotos e cinco para Max. Pusemos o pneu amarelo pensando que, para chegarmos ao fim da corrida, tínhamos de manter a cabeça fria e foi incrível. As relargadas de Max foram inacreditáveis. Estávamos apenas tentando garantir manter o pneu certo no momento certo e, nessas condições, não faz sentido olhar para o radar, uma vez que é diferente em cada curva, só precisamos do pneu certo na hora certa. Neste tipo de corrida ele realmente se sobressai, estava lutando com Valtteri, forçando os pneus até o limite, mas ainda era capaz de forçar, forçar e assim que apanhou ar limpo, fugiu do resto”.

Helmut Marko, conselheiro: “Foi uma aula magistral, de Max e do motor. Hoje, a escolha dos pneus e os pitstops foram cruciais, ambos foram muito bem escolhidos. O nosso pessoal fez um trabalho sensacional aqui. Foi uma daquelas corridas em que acertamos tudo. Fora uma rodada, Max guiou sem falhas e constantemente tinha reserva.

Honda: “Ele fez isso novamente! Duas vitórias da GP2 em 2019!”. A fabricante japonesa lembrou das críticas de Fernando Alonso no GP do Japão de 2015, quando o então piloto da McLaren afirmou que o motor Honda tinha a potência de um carro da GP2.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.