F1 – Racing Point pode se tornar Aston Martin

Racing Point

A Racing Point pode ser rebatizada como Aston Martin porque seu proprietário, o bilionário Lawrence Stroll, vem sendo ligado a uma compra parcial da montadora.

Stroll liderou o consórcio que comprou a Force India no ano passado depois que ela entrou em administração. Ele mudou seu nome para Racing Point, vem fazendo grandes investimentos e planeja expandir sua fábrica no próximo ano.

De acordo com o site RaceFans, ele agora está considerando uma compra parcial da Aston Martin para tirar vantagem de uma queda em seu valor desde que ela entrou na bolsa de valores de Londres no ano passado.

O preço das ações da Aston Martin caiu de 19 libras no lançamento para cerca de 5 libras, e ela teve um prejuízo de 80 milhões de libras nos seis primeiros meses de 2019.

Uma fonte indicou que Stroll pretende pintar os carros da Racing Point com o verde britânico das corridas da Aston Martin se tiver sucesso em assumir o controle acionário da montadora.

Uma aliança entre a Aston Martin e Racing Point complementaria a parceria técnica da marca britânica com a Mercedes, que também fornece motores à equipe de Stroll.

A Aston Martin também estabeleceu um centro de engenharia em Silverstone, perto da fábrica da Racing Point, em dezembro do ano passado.

Isso poderia ter sérias implicações para a Red Bull, cujo patrocinador título é a Aston Martin. As duas companhias colaboraram no hipercarro Valkyrie, que deverá participar do Campeonato Mundial de Endurance de 2020/21, incluindo as 24 Horas de Le Mans.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.