F1 – Projetos futuros de circuitos terão ajuda de simulador de ultrapassagem

Ferrari e Mercedes

O ex-diretor técnico da Williams Pat Symonds declarou que, para ter corridas com mais ultrapassagens, os chefes da Fórmula 1 encomendaram a primeira simulação de ultrapassagem do mundo para influenciar o projeto do circuito para o bem da categoria.

Symonds revelou que a nova tecnologia já está sendo usada e impactará o traçado do Circuito de Hanói em preparação para sua corrida inaugural em 2020. Symonds também disse que a simulação também está sendo usada para procurar melhorias em Yas Marina, onde a corrida não foi tão excitante quanto os chefes da F1 gostariam.

“Nós produzimos o que eu acho que é a primeira simulação de ultrapassagem do mundo. Tem sido extremamente complexo de fazer. Para fazer uma volta leva várias horas. Tem um modelo de esteira adequado dos carros, que analisa a superfície e as características do pneu e todo esse tipo de coisa”.

Symonds acrescentou que o Vietnã é o primeiro circuito com o qual seu Grupo de Desempenho de Veículo esteve envolvido e que eles realmente entenderam o que precisa para torná-lo excitante e ter boas corridas.

“Eu acho que o Vietnã vai ser um circuito excelente. Ele tem alguns ótimos recursos e vai ter algumas corridas apertadas nele”.

Symonds revelou a nova tecnologia para uma pergunta escrita do ex-piloto de F1 e campeão da Fórmula E Lucas di Grassi. Grassi argumentou que as pistas devem ser projetadas para promover formas alternativas em torno de uma curva em vez da tradicional linha de corrida.

Symonds concordou com di Grassi, mas também argumentou que a resposta não é dar aderência mecânica aos carros, o que é uma sugestão recorrente. Ele ressaltou que durante as corridas com chuva a aderência mecânica é significativamente reduzida, mas a corrida normalmente é melhorada.

“A evidência é que numa corrida com chuva, onde você tem menos aderência, você tem uma corrida muito melhor. Então estamos colocando a ciência nisso agora”.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.