F1 – Pollock diz que Simon não trará informações de outras equipes

f111-craig-pollock-350Craig Pollock, famoso ex-empresário de Jacques Villeneuve e diretor da antiga equipe BAR entre 1999 e 2002, disse que a contratação de Gilles Simon, como diretor técnico de sua nova empresa de motores, a PURE, não trará vantagem nenhuma para o seu futuro empreendimento.

A PURE pretende entrar para o mercado de motores da F1 em 2014, quando a categoria estrear os novos propulsores V6 turbo. Caso o projeto realmente decole, será a volta de um fabricante independente de motores na categoria máxima do automobilismo mundial, algo muito comum nos anos 80 e primeira metade da década de 90, onde era possível observar no grid motores de marcas como Judd e Hart.

Gilles Simon ocupava o cargo de diretor técnico da parte de motores, diferenciais e dispositivos eletrônicos da FIA. Foi ele quem discutiu diretamente com os fabricantes de motores sobre as espeficações e características de seus futuros propulsores, então acredita-se que Simon conhece com profundidade alguns segredos técnicos de todos os fabricantes de motores da atual F1, o que poderia dar uma vantagem enorme à PURE, utilizando o conhecimento de Simon sobre as outras fornecedoras.

Pollock acredita que SImon não chegará à PURE com nenhuma “informação especial” e também afirmou que não é culpa de sua companhia que o engenheiro tenha deixado tão “facilmente” o importante cargo que ocupava na FIA:

“Todas as montadoras discutiram entre si, foram discussões abertas e dessa forma todos os fabricantes sabem o que os seus rivais estão fazendo”, disse Pollock. “Mas posso entendê-los. Se eu fosse um fabricante de chassis e contratasse Adrian Newey da Red Bull, todos reclamariam também. Acho que a situação é mais ou menos assim”, concluiu o dirigente.

FH – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.