F1 – Pirelli leva a Nurburgring pneus traseiros com cintura de Kevlar

Pneus Pirelli

Apenas uma semana após o GP da Inglaterra em Silverstone, a Pirelli vai a Nurburgring, na Alemanha e levará os pneus P Zero Branco (médio) e P Zero Amarelo (macio). Uma combinação não vista desde o GP da China, em abril. No entanto, a Pirelli vai levar pneus traseiros com cintura de Kevlar, tanto para o composto médio quanto para o composto macio, que já foram testados nos treinos de sexta-feira, no Canadá. Essa decisão foi tomada após algumas falhas nos pneus no GP da Inglaterra, na semana passada, que, como a Pirelli já esclareceu, foram causadas por uma combinação de fatores, como: os pneus traseiros montados da forma errada, baixas pressões, cambagens extremas e zebras altas. Embora os compostos de 2013 da Formula 1 sejam completamente seguros quando utilizados de maneira correta, a Pirelli prefere levar a Nurburgring pneus traseiros com cintura de Kevlar, evitando a montagem inadequada.

“Surpreendentemente, Nurburgring é um dos circuitos no qual temos menos experiência, tendo corrido apenas uma vez antes na Fórmula 1, mas estamos certos de que escolhemos o compromisso certo entre desempenho e durabilidade, trazendo os compostos médio e macio. Estes foram, na verdade, os mesmos compostos que escolhemos para esta pista em 2011, mas desde então, os pneus têm se tornado mais macios e mais rápidos, portanto, poderemos esperar uma velocidade média maior, e até três pit stops para a maioria dos pilotos”, explica Paul Hembery, diretor de motorsports da Pirelli.

“Nurburgring não é um circuito especialmente exigente para os compostos, mas ainda existem alguns aspectos distintos para se notar quando se trata de gestão de pneus, como a zebra na chicane. Estamos à espera de uma diferença de desempenho de 0,8 a 1,0 segundo entre os dois compostos nomeados. Apenas para esta corrida, a Pirelli levará pneus traseiros com cintura de Kevlar, em consequência dos incidentes no Grande Prêmio da Inglaterra. Mesmo que o pneu 2013, com cintura de aço, seja completamente seguro quando utilizado corretamente, a versão com cintura de Kevlar apresenta menores possibilidades de erro no que diz respeito às especificações de uso dos pneus. A partir do Grande Prêmio da Hungria, haverá uma nova gama de pneus, que combinará as características dos nossos pneus 2012 com o melhor desempenho da especificação de 2013”, conclui Hembery.

O circuito do ponto de vista dos pneus:

– Construído ao lado do lendário circuito de Nordschleife, a pista de Nurburgring é um circuito rápido e fluido, constituído em sua maior parte por curvas de média velocidade. Uma das grandes variáveis na região será mais uma vez o clima, de modo que a cuidadosa seleção dos pneus será essencial para lidar com a variação climática.

– As curvas rápidas serão as maiores responsáveis pelo desgaste e degradação dos pneus em Nurburgring, em vez de tração e frenagem. A chuva frequente na região pode lavar a borracha depositada na pista.

– Sem dados de pneus do ano passado sobre este circuito, o trabalho das equipes durante os treinos livres será particularmente importante quando se trata de avaliar como os pneus de 2013 reagem a diferentes temperaturas e com diferentes cargas de combustível. A informação recolhida nos treinos livres da sexta-feira e na manhã de sábado, serão fundamentais para decidir as estratégias para o treino classificatório e para a corrida.

Notas técnicas sobre os pneus:

– A primeira curva é particularmente difícil em Nurburgring, especialmente após a largada, pois é frequentemente palco de acidentes. Durante a aceleração na saída dessa curva, a traseira do carro pode escapar, impondo forte demanda sobre os pneus traseiros – que precisam garantir uma combinação de aderência e tração em uma das partes mais técnicas do circuito, que é a chave para um tempo ideal de volta.

– Por sua vez, a curva sete também é particularmente complicada: o pneu dianteiro esquerdo precisa suportar uma desaceleração de 5G.

– Uma das chaves para uma volta rápida está em saber como atacar corretamente a zebra da chicane. Quando os pilotos sobem na zebra colocam uma força equivalente a 800 Kg sobre o pneu.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.