F1 – Pirelli: Ferrari na frente com pneus macios na Alemanha

Pneus da Fórmula 1

Durante a onda de calor que atinge toda a Europa, as temperaturas em Hockenheim estavam entre as mais altas já vistas, atingindo máximo de 58 graus centígrados na pista, sendo 40 graus no ambiente.

Esta temperatura muito alta amplia a degradação térmica nos pneus: no entanto, os melhores tempos foram feitos com o composto macio durante o TL2.

Como de costume, houve grande nível de evolução da pista e a situação melhorou durante o TL2 com mais borracha na pista. A sessão da tarde foi interrompida por uma bandeira vermelha quando faltavam 15 minutos para o fim.

A Ferrari foi a mais rápida nas duas sessões de hoje, mas não está claro quão representativo este resultado será, já que o clima durante o restante do fim de semana deve ser mais ameno inclusive com chance de chuva.

Apesar das condições difíceis, mesmo o composto mais macio enfrentou bem as temperaturas extremas, combinando tanto desempenho quanto durabilidade durante todas as simulações de classificação e corrida.

Todos os três compostos foram usados extensivamente hoje e todos podem ser usados de forma proeminente na corrida. Atualmente, há um intervalo de cerca de seis décimos de segundo entre o macio e o médio, sendo um pouco menor a diferença entre os compostos médio e duro.

MARIO ISOLA – GERENTE MUNDIAL DE MOTORSPORT DA PIRELLI

“Atualmente há uma diferença de desempenho de cerca de seis décimos de segundo entre os compostos macio e médio, com um intervalo um pouco menor entre médio e duro. A característica primordial de hoje foi o intenso calor, com faixa de temperatura bem superior aos 55 graus centígrados, números que estavam entre os maiores que já vimos na Fórmula 1. Isso significava que os pilotos tinham que cuidar dos pneus traseiros em particular, mas apesar do calor extremo, todos os três compostos lidaram bem com as condições: até mesmo o macio, que estabeleceu o melhor tempo do dia. Todos os três compostos parecem bem apropriados para a pista e as condições atuais, mas é difícil saber exatamente como o clima evoluirá durante o resto do fim de semana – com um pouco de chuva esperada a partir de amanhã. Se for esse o caso, como aconteceu no ano passado, então teremos mais um elemento interessante para o fim de semana que já se mostrou difícil de prever, com diferenças muito curtas de tempo entre os ponteiros”.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.