F1 – Objeções às regras do motor de 2021 são políticas, diz Horner

Fórmula 1

As objeções dos fabricantes às regras propostas de motores de Fórmula 1 de 2021 têm um elemento político, diz Christian Horner, da Red Bull.

A Ferrari, Mercedes e Renault expressaram dúvidas sobre os regulamentos apresentados pela F1 e pela FIA na semana passada.

Horner admitiu que ficou surpreso com a reação negativa dado que os fabricantes estiveram envolvidos em reuniões que ajudaram a moldar as propostas.

“Houve consulta com todos os fabricantes”, disse ele a Autosport. “Eu não acho que tenha havido nada que foi apresentado que tenha sido uma surpresa. Eu ouvi tudo antes, tanto na consulta individual, quanto através do que havia sido discutido na mídia”.

“O que parece incomodar alguns fabricantes foi o comunicado de imprensa que saiu após a reunião – acho que eles estavam chateados por ter sido apresentado como um fato consumado”.

“Inevitavelmente haverá alguma obstrução. E eu acho óbvio que o lado comercial da proposição está sendo vinculado ao técnico. Então, há muito exagero que inevitavelmente está acontecendo”.

“Você pode ver isso acontecendo. Com a Ferrari e a Mercedes, às vezes é difícil reconhecer qual é qual, ou quem está gerenciando qual equipe, mas elas estão particularmente alinhadas”.

 

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.