F1 – Minardi levanta dúvidas sobre domínio de Vettel em Cingapura

Sebastian Vettel em CIngapura

Ex- proprietário de equipe na F1, Gian Carlo Minardi levantou dúvidas sobre a legitimidade do domínio de Sebastian Vettel em Cingapura na semana passada. O italiano, cuja ex-escuderia foi para as mãos da Red Bull e atualmente se chama Toro Rosso, ficou incomodado pelo fato do alemão ser muitas vezes cerca de 2s mais rápido em relação aos demais pilotos.

“Não é a minha intenção desvalorizar Sebastian Vettel, que sempre controla sua Red Bull da melhor forma”, disse ele em seu website. “Eu só quero dizer o que vi e ouvi pessoalmente durante o evento de três dias”.

Para Minardi, a razão para o domínio de Vettel em momentos-chave no último domingo “não está clara”. Referindo-se ao trecho que leva à primeira chicane na pista de rua, ele afirma que Vettel era capaz de negociá-lo “sem fazer qualquer correção, ao contrário de todos os seus rivais e mesmo de seu companheiro de equipe Mark Webber”.

“Seus tempos de volta eram notáveis no terceiro setor, que é o setor da pista com a maior concentração de curvas. No mesmo trecho, Sebastian era capaz de acelerar 50 metros antes de qualquer outro piloto, com Webber incluído”, prosseguiu o ex-dirigente, que se incomodou ainda com outros aspectos além da dirigibilidade da Red Bull.

“A coisa que mais me surpreendeu foi o som do motor”, comentou ele. “Não se parecia que nenhum dos outros motores Renault na pista. Soou semelhante aos motores de temporadas passadas, quando o controle de tração estava em ação”.

“Além disso, esse som só era ouvido quando Vettel contabilizava suas excelentes performances, por exemplo, depois que o Safety Car foi acionado. Naqueles momentos era mais potente (o som) do que todos os outros motores. Eu gostaria de ter algumas respostas. Eu não quero culpar ninguém, só quero chegar ao fundo da questão”, conclui Minardi.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.