F1 – Marko: “Nada mudou” na Renault apesar da nomeação de Prost

Alain Prost

Após a sua equipe Red Bull Racing ter completado a sua primeira temporada sem motor Renault desde 2006, o Dr. Helmut Marko sublinhou os problemas na equipe de fábrica francesa e como eles não acabaram desde a nomeação de Alain Prost.

A Red Bull e a Renault tiveram um tremendo sucesso juntos no início da década, ganhando quatro campeonatos duplos consecutivos entre 2010 e 2013. Na era turbo-híbrida, no entanto, as coisas pioraram rapidamente, assim como a relação entre ambas as partes.

As críticas da equipe sobre a falta de potência e confiabilidade cresceram até o eventual divórcio, que foi anunciado durante a temporada de 2018. Com a nova parceira de motores Honda, a Red Bull teve apenas uma falha mecânica durante toda a temporada, algo com que só poderiam sonhar nos anos anteriores.

“Tivemos anos de muito sucesso com a Renault e anos muito difíceis com a Renault”, refletiu Marko ao falar com o site Motorsport.com.

“É muito simples, na verdade, porque no topo, é assim que as pessoas pensam: não se pode estar meio grávida. Isto também se aplica quando você não está completamente comprometido com algo, quando você não está totalmente comprometido financeiramente e não está fazendo tudo o que está ao seu alcance”, comentou.

Prost está no paddock da Renault desde o seu regresso à F1 como construtor em 2016, num papel de consultor, mas tornou-se diretor não executivo no início deste ano, um papel comparável ao que Niki Lauda tinha na Mercedes até à sua morte em maio.

“Havia tantos problemas (na Renault) que nomearam Alain Prost (como diretor não executivo), mas nada mudou ainda”, concluiu Marko.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.