F1 – Marchionne reitera que a ameaça de sair ainda está viva

Ferrari

O CEO da Ferrari, Sergio Marchionne, reiterou que a ameaça de retirar-se da Fórmula 1 continua viva, a menos que a Scuderia possa encontrar “soluções aceitáveis” com a Liberty Media.

A F1 apresentou seus principais pontos de proposta em uma reunião com todas as 10 equipes e a FIA antes do GP do Bahrain, delineando cinco áreas-chave que pretende implementar, incluindo o próximo conjunto de regulamentações da unidade de potência, um teto de custo e um distribuição de receita mais uniforme entre as equipes participantes.

A Ferrari divulgou sua mais recente ameaça de sair da categoria em novembro, depois que um plano inicial de 2021 de motores foi revelado, e Marchionne avisou que a fabricante italiana interromperia sua longa presença na F1 se ela tornar-se “distorcida” em mais um “espetáculo do que um esporte”.

“Se a F1 se tornar mais um espetáculo do que um esporte, se formos na direção das corridas da NASCAR, a Ferrari sairá”, disse Marchionne à mídia italiana, por meio da AFP.

“Se houver alguma proposta que distorça a F1, acho que a Ferrari vai sair. Estamos trabalhando com a Liberty Media para encontrar soluções aceitáveis”.

Sob a proposta apresentada para as equipes no Bahrain na semana passada, o bônus da Ferrari deve ser reduzido de US$ 100 milhões por ano para apenas US$ 40 milhões, com a marca italiana recebendo US$ 10 milhões por ano por ser uma fabricante de motores.

A estrutura também verá uma distribuição mais equitativa do prêmio em dinheiro, com menores lacunas na receita recebida entre as equipes na frente e atrás do grid.

Um teto orçamentário de US$ 150 milhões por ano também deve entrar em vigor a partir de 2021 – uma medida pela qual a Ferrari se sente desconfortável – em uma tentativa de criar um pelotão mais equilibrado para cima e para baixo.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.