F1 – Leclerc usou lições da Áustria para bater Hamilton

Charles Leclerc

Charles Leclerc diz que saber que ele poderia ser mais agressivo após lutar com Max Verstappen no GP da Áustria deste ano o ajudou a derrotar Lewis Hamilton no GP da Itália.

Leclerc foi ultrapassado por Verstappen no final da corrida no Red Bull Ring após um toque de rodas, e a decisão de não penalizar Verstappen na ocasião fez parte de uma nova política de deixar os pilotos serem mais agressivos nas disputas.

Neste domingo em Monza, Leclerc suportou um forte ataque de Hamilton e provocou mensagens de rádio irritadas do piloto da Mercedes duas vezes: primeiro quando ele forçou o britânico a ir para a área de escape da chicane Roggia e depois quando ele se movimentou para a esquerda a fim de bloquear seu rival na Curva Grande.

Leclerc comentou: “Desde a Áustria, está claro que nós podemos ir um pouco mais longe na maneira como nos defendemos e ultrapassamos, a agressividade dos pilotos. Creio que a Áustria me ajudou a mudar a abordagem e hoje também foi graças a isso que consegui vencer. Obviamente, foi muito no limite, mas fico feliz em correr assim”.

Leclerc recebeu uma bandeira preta e branca por sua manobra quando Hamilton atacou por fora na segunda chicane. É uma opção recentemente restaurada pela FIA para advertir os pilotos que eles serão punidos se cometerem uma segunda infração.

“Eu ouvi no rádio que recebi uma bandeira preta e branca por me movimentar na freada”, disse Leclerc. “Para ser completamente honesto, eu sabia que ele estava na direita, ele freou um pouco cedo. Provavelmente foi proposital porque ele não queria tentar por fora. Sinto que dei espaço. Não vi as imagens, mas tenho quase certeza que deixei espaço para um carro. É bom que nós possamos ter disputas mais duras”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.