F1 – Leclerc não parece ter medo de Hamilton

Leclerc, Hamilton e Verstappen

Charles Leclerc acrescentou mais intrigas ao futuro de Lewis Hamilton, ao revelar que ele receberia muito bem o hexacampeão na Ferrari.

O próximo passo de Hamilton foi objeto de intensa especulação na rodada final da temporada em Abu Dhabi, depois que a Ferrari deu a dica que eles gostariam de assinar com o inglês.

Hamilton, cujo contrato com a Mercedes é de £40 milhões (R$ 218 milhões na cotação de hoje) por temporada termina no final do próximo ano, pouco fez para minimizar os avanços da Ferrari, recusando-se a descartar uma mudança para a famosa equipe italiana.

Leclerc, 22, teve uma forte primeira temporada na Ferrari, marcando mais pontos, mais vitórias e mais poles do que seu companheiro de equipe, o tetracampeão mundial Sebastian Vettel.

E se a Ferrari continuar sua busca por Hamilton, que fará 35 anos no próximo mês, certamente será um substituto direto para o alemão, em vez de Leclerc, que é visto como o homem da equipe no futuro.

“É claro que gostaria de receber Lewis”, disse Leclerc, que terminou em P3 na corrida de final de temporada no deserto no domingo. “Estamos na Formula 1 e queremos lutar contra os melhores.”

“Tive uma grande oportunidade de ter Seb ao meu lado, que é tetracampeão mundial e aprendi muito com ele, portanto você sempre pode aprender com esses tipos de campeões.”

Hamilton terá tempo para refletir sobre o que poderia ser o último contrato de sua carreira na F1 durante as férias de inverno europeu, com Toto Wolff revelando que as tentativas de Mercedes de convencê-lo a ficar não começarão até o final de janeiro.

O futuro de Wolff será um fator no processo de tomada de decisão de Hamilton, com o chefe da equipe da Mercedes, que supervisionou cinco dos seis campeonatos mundiais de Hamilton, também estando com seu futuro incerto na F1.

“Há tantos fatores que é preciso considerar em sua carreira”, disse Wolff, de 47 anos. “O que faz você feliz e que tira você da cama nos dias difíceis.”

“Para mim, ainda depois de oito anos, esse trabalho é o que me dá essa força e, no momento, não consigo imaginar um lugar melhor.”

“No momento, existe um vínculo muito forte dentro da equipe. É um bom lugar para trabalhar e sinto grande satisfação pelas relações dentro da equipe.”

“Essa foi uma parte forte do nosso sucesso e estou ansioso por 2020 para tentar tirar o melhor de nós; criar o melhor motor, o melhor chassi e ter os pilotos no espaço certo e contribuir para o sucesso geral da Formula 1.”

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.