F1 – Hamilton ultrapassa Raikkonen e vence o GP da Itália

Lewis Hamilton e Kimi Raikkonen

Lewis Hamilton escapou ileso de um toque com seu rival Sebastian Vettel para vencer o GP da Itália com uma ultrapassagem sobre a outra Ferrari de Kimi Raikkonen no final da corrida.

Hamilton passou Vettel por fora na segunda chicane na primeira volta, mas o alemão escorregou um pouco, atingiu o piloto da Mercedes e rodou.

Ele fez uma boa prova de recuperação para chegar em quarto, atrás de Valtteri Bottas, já que Max Verstappen caiu de terceiro para quinto devido a uma penalização.

O pole Raikkonen manteve a liderança na largada apesar da pressão de Vettel e uma travada na primeira curva. Hamilton pegou o vácuo das Ferraris e atacou Vettel por fora na chicane Roggia.

Vettel precisou entrar nos pits para trocar sua asa dianteira depois do toque e caiu para o final do pelotão, mas foi beneficiado por um período de safety car porque Brendon Hartley parou no circuito segundos após a largada.

A relargada ocorreu na quarta volta, com Hamilton pegando o vácuo de Raikkonen e ultrapassando na chicane Rettifilo antes do finlandês dar o troco com um contra-ataque imediato na Roggia.

No restante do primeiro stint, Hamilton gradualmente saiu da zona do DRS, mas a vantagem de Raikkonen nunca foi superior a dois segundos antes de seu pit-stop na 20ª volta.

Hamilton ficou oito voltas a mais na pista e perdeu cinco segundos para Raikkonen nesse período. Entretanto, Bottas adiou sua parada e pôde segurar seu compatriota. Hamilton levou apenas três voltas para entrar na zona do DRS de Raikkonen com pneus mais novos.

O tetracampeão mundial estava mais próximo do que nunca quando eles abriram a volta 45. Ele só colocou de lado no início da freada, mas deixou Raikkonen para trás por fora. O finlandês tentou dar o troco, mas Hamilton se defendeu e rapidamente abriu vantagem.

Bottas usou seus pneus novos para se aproximar rapidamente de Verstappen e começou a atacar quando restavam 10 voltas. Ele pegou o vácuo e colocou por fora, mas Verstappen se movimentou na freada da primeira chicane e jogou Bottas para a área de escape.

O holandês recebeu cinco segundos de punição e então se defendeu agressivamente de Bottas quando seu rival neutralizou uma diferença de quatro segundos, dizendo à sua equipe que não se importava por estar perdendo tempo para Vettel.

Isso permitiu a Vettel, que parou novamente em sua recuperação rumo à quinta colocação na pista, ficar a menos de cinco segundos do piloto da Red Bull e marcar mais dois pontos.

Romain Grosjean (Haas) suportou a pressão da dupla da Racing Point Force India para chegar em sexto, com Esteban Ocon batendo Sergio Perez – que largou em 14º – na batalha pelo sétimo lugar.

Carlos Sainz (Renault) foi o nono, enquanto Lance Stroll garantiu a segunda chegada nos pontos para a Williams em 2018 completando os 10 primeiros.

Classificação da prova:

Pos. Piloto Equipe Voltas Tempo/dif.
1 Lewis Hamilton Mercedes 53 1h16m54.484s
2 Kimi Raikkonen Ferrari 53 8.705s
3 Valtteri Bottas Mercedes 53 14.066s
4 Sebastian Vettel Ferrari 53 16.151s
5 Max Verstappen Red Bull/Renault 53 18.208s
6 Romain Grosjean Haas/Ferrari 53 56.320s
7 Esteban Ocon Force India/Mercedes 53 57.761s
8 Sergio Perez Force India/Mercedes 53 58.678s
9 Carlos Sainz Renault 53 1m28.140s
10 Lance Stroll Williams/Mercedes 52 1 volta
11 Sergey Sirotkin Williams/Mercedes 52 1 volta
12 Charles Leclerc Sauber/Ferrari 52 1 volta
13 Stoffel Vandoorne McLaren/Renault 52 1 volta
14 Nico Hulkenberg Renault 52 1 volta
15 Pierre Gasly Toro Rosso/Honda 52 1 volta
16 Marcus Ericsson Sauber/Ferrari 52 1 volta
17 Kevin Magnussen Haas/Ferrari 52 1 volta
18 Daniel Ricciardo Red Bull/Renault 23 abandono
19 Fernando Alonso McLaren/Renault 9 abandono
20 Brendon Hartley Toro Rosso/Honda 0 abandono

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.