F1 – Force India: Motores não podem ser padronizados

Fórmula 1

Otmar Szafnauer, COO da Force India, questionou o esforço visando a padronização dos motores da Fórmula 1 em 2021.

O pacote de regras proposto tem a meta de equilibrar a performance dos motores introduzindo partes padronizadas e outras restrições de desenvolvimento.

Contudo, Szafnauer acredita que as fabricantes ainda devem buscar uma vantagem competitiva construindo um motor melhor.

“Precisamos garantir que a fórmula tenha diferentes aspectos de performance”, disse ele. “O que não podemos fazer é simplificar a unidade de potência a ponto de todas serem iguais ou quase iguais. Por que remover o desafio dos motores da F1? Eu não entendo”.

“Podemos gastar 100 milhões ou qualquer número absurdo em um piloto por três anos – por que gastaríamos isso com um piloto? A única razão é porque você tem uma vantagem. Portanto, é uma fórmula de pilotos. E por que você gastaria dezenas ou até mesmo centenas de milhões em um programa aerodinâmico? Porque ganha uma vantagem”.

“Então, por que simplificar o motor? Também deveria ser uma fórmula de motor. O piloto, a aerodinâmica e o motor devem fazer parte da fórmula. A equipe com o melhor pacote geral vence. Se você remover o motor como um diferenciador, os outros dois só se tornam mais valiosos, e creio que isso é errado”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.