F1 – Espanha 2010: Webber domina e vence com tranquilidade

mark-webber-says-australian-grand-prix-will-get-a-major-boost-after-becoming-the-2011-season-opener-57033Mark Webber, da Red Bull, venceu com tranquilidade o GP da Espanha deste domingo em Barcelona, dominando da largada à bandeirada sem ser seriamente ameaçado em nenhum momento.

Fernando Alonso, da Ferrari, contou com a sorte e herdou o segundo lugar depois da batida de Lewis Hamilton (McLaren) na penúltima volta devido a um estouro de pneu. Sebastian Vettel (Red Bull) completou o pódio, apesar de ter enfrentado problemas de freio nas voltas finais e perdido uma posição para Alonso.

Na largada, Webber conseguiu manter a primeira posição apesar da pressão de Vettel. Hamilton, Alonso, Button e Schumacher também permaneceram em suas colocações no grid, enquanto Massa saiu muito bem e subiu para sétimo.

Os problemas ocorreram mais atrás: Pedro de la Rosa (Sauber) foi tocado por Robert Kubica (Renault) e teve seu pneu traseiro esquerdo furado. O espanhol foi obrigado a ir para os boxes e colocou um novo jogo de pneus duros. Bruno Senna (Hispania) passou reto na curva 3 e bateu de leve nas barreiras, abandonando a corrida logo na primeira volta.

Schumacher e Massa foram os primeiros entre os líderes a parar, na 15ª volta. Vettel, Alonso e Button entraram na 17ª, mas o atual campeão mundial teve um pit-stop mais lento e perdeu a posição para Schumacher. Hamilton também se deu bem em cima de Vettel e subiu para segundo, após uma disputa acirrada na curva 1 quando o alemão voltava à pista. Webber seguiu tranquilo na frente, com uma vantagem de quase 10s.

A disputa entre Schumacher e Button foi uma das grandes atrações da prova, com o piloto da Mercedes se defendendo da McLaren e sua vantagem de velocidade nas retas. O duelo permitiu a aproximação de Massa, mas na volta 24, o brasileiro acabou tocando na traseira do retardatário Karun Chandhok (Hispania) e danificou sua asa dianteira. No entanto, isso não afetou significativamente seu ritmo.

Chandhok voltou a se envolver em um incidente com um carro mais veloz na 29ª volta, desta vez com Jaime Alguersuari (Toro Rosso). O indiano perdeu a asa dianteira e entrou nos boxes para trocar o bico, mas acabou abandonando pouco depois.

Nico Rosberg (Mercedes) fez uma segunda parada para troca de pneus na volta 37. O alemão, que já havia perdido qualquer chance de obter um bom resultado devido aos problemas que o atrasaram em seu primeiro pit-stop, voltou em 16º lugar, uma volta atrás dos líderes. Ele ficou preso atrás de Nico Hulkenberg (Williams) até o 51º giro, quando finalmente conseguiu ultrapassar o compatriota e assumir a 15ª posição.

Na volta 55, Vettel escapou depois de enfrentar problemas no carro. Ele também fez uma segunda parada para colocar um novo jogo de pneus macios e voltou em quarto lugar, cedendo o último degrau do pódio a Alonso. Pelo rádio, a Red Bull lhe pedia insistentemente para tomar cuidado com os freios.

Quando tudo parecia definido, veio a surpreendente batida de Hamilton na penúltima passagem. O inglês saiu da pista na curva 3 e atingiu as barreiras depois do estouro do pneu dianteiro esquerdo de sua McLaren. Com isso, Alonso subiu para segundo e Vettel voltou ao pódio em terceiro. Schumacher foi o quarto, seu melhor resultado na temporada até agora, porém mais de um minuto atrás do vencedor.

Button e Massa vieram a seguir, com Adrian Sutil (Force India), Kubica, Rubens Barrichello (Williams) e Alguersuari completando os dez primeiros.

Classificação da prova:

Pos.    Piloto        Equipe            Tempo
1.    Webber        Red Bull-Renault    1h35:44.101
2.    Alonso        Ferrari            a 24.065
3.    Vettel        Red Bull-Renault    a 51.338
4.    Schumacher    Mercedes        a 1:02.195
5.    Button        McLaren-Mercedes    a 1:03.728
6.    Massa        Ferrari            a 1:05.767
7.    Sutil        Force India-Mercedes    a 1:12.941
8.    Kubica        Renault            a 1:13.677
9.    Barrichello    Williams-Cosworth    a 1 volta
10.    Alguersuari    Toro Rosso-Ferrari    a 1 volta
11.    Petrov        Renault            a 1 volta
12.    Kobayashi    Sauber-Ferrari        a 1 volta
13.    Rosberg    Mercedes        a 1 volta
14.    Hamilton    McLaren-Mercedes    a 2 voltas
15.    Liuzzi        Force India-Mercedes    a 2 voltas
16.    Hulkenberg    Williams-Cosworth    a 2 voltas
17.    Trulli        Lotus-Cosworth        a 3 voltas
18.    Glock        Virgin-Cosworth        a 3 voltas
19.    Di Grassi    Virgin-Cosworth        a 4 voltas|

Abandonos:

Buemi –        Toro Rosso-Ferrari,           43 voltas
Chandhok –     HRT-Cosworth,                 28 voltas
De la Rosa –   Sauber-Ferrari,               19 voltas
Senna –        HRT-Cosworth,                 1 volta
Kovalainen –   Lotus-Cosworth,               1 volta

LS – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.