F1 – Equipes se desentendem sobre difusores; FIA decide tema no sábado

f111-vettel-canada-saturday350Os chefes da Red Bull e da Mclaren entraram em discussão hoje, durante a coletiva de imprensa realizada em Silverstone, palco do Grande Prêmio da Inglaterra, a ser realizado neste final de semana.

O motivo da discussão foi uma mudança que a FIA fez na regra de proibição dos difusores soprados.

Segundo a nova regra, a aceleração gerada nos carros não poderia ser maior do que 10% quando o piloto tirasse o pé do acelerador nas reduções, fazendo valer assim o efeito causado pelos difusores soprados.

Mas em Silverstone, alguns observadores notaram que os carros da Red Bull continuavam fazendo um barulho acima do normal nas reduções, indicando que os carros da equipe austríaca usavam talvez mais do que 10% da aceleração quando nas reduções.

De fato, foi divulgado que a FIA abriu uma pequena “exceção” para os carros que utilizam motores Renault, porque segundo a marca francesa, caso seus motores não possam tirar proveito de 50% da aceleração, os propulsores correriam o risco de não queimarem combustível nas circunstâncias da nova regra.

Martin Whitmarsh, chefe de equipe da Mclaren, afirmou que a nova regra da FIA é “nebulosa, ambígua e variável demais”.

Christian Horner, chefe da Red Bull, rebateu Whitmarsh dizendo que a nova regra é “justa, certa e equiparável”. O dirigente também disse que a regra original de 10% da aceleração, ofereceria “vantagem considerável” para a Mclaren.

Whitmarsh respondeu dizendo que as equipes com motores Renault agora possuem “vantagem substancial” diante das concorrentes.

Após tanta polêmica, a FIA decidiu que as equipes serão informadas no sábado pela manhã se poderá ser tomada qualquer medida punitiva em relação ao uso dos polêmicos difusores soprados. O diretor de corridas Charlie Whiting tomará uma decisão à noite após ter ouvido representantes das escuderias.

FH – ww.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.