F1 deve congelar desenvolvimento dos motores em 2022

UP Ferrari 2019

A Fórmula 1 deverá começar a congelar o desenvolvimento dos motores a partir de 2022.

A iniciativa vem depois que a Honda decidiu se comprometer com a categoria por apenas mais um ano – 2021 – além do término de seus contratos atuais com Red Bull e Toro Rosso.

“A Honda está esperando para ver como as regras mudarão em 2021 e acima de tudo em 2022, principalmente se o desenvolvimento dos motores será congelado para cortar custos”, disse Christian Horner, chefe da Red Bull, à Speed Week.

“Essas unidades de potência são incrivelmente caras e todas as fabricantes estão visando cortar custos nessa área”.

Até mesmo a Ferrari – supostamente a equipe de F1 mais purista – concorda que “não será mais necessário” desenvolver os motores quando o nível de desempenho estiver equilibrado.

“Haverá algumas oportunidades para o congelamento”, declarou Mattia Binotto, chefe da Ferrari.

“Estamos começando a congelar alguns dos componentes porque existe apenas um benefício muito marginal em algum estágio do desenvolvimento, e é bom para a sustentabilidade começar a congelar”.

Clique AQUI para apostar no GP de Abu Dhabi

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.