F1 corre o risco de perder pistas “míticas”, segundo Imola

GP de San Marino de 1986

Os circuitos históricos da Fórmula 1 estão enfrentando dificuldades para escrever os próximos capítulos da categoria.

A Alemanha corre o risco de ficar fora do calendário de 2015, e outras sedes tradicionais, como a França e também Imola, não estão mais representadas.

Isso apesar da pista de San Marino recentemente ter garantido a aprovação total após uma inspeção de Charlie Whiting, disse Pietro Benvenuti, diretor da pista, ao site F1web.it.

“Em junho, Charlie Whiting inspecionou o circuito e confirmou novamente uma licença de primeiro grau que vence em junho de 2017”, revelou ele. “Isso significa que Imola possui todas as exigências técnicas para acomodar qualquer corrida da FIA, incluindo a Fórmula 1”.

No entanto, o relato afirmou que não há chance de Imola retornar ao calendário em um futuro próximo.

“Não é um problema de infraestrutura, mas os custos que estariam associados a sediar um GP”, disse Benvenuti. “No contexto atual, nenhum circuito é capaz de bancar esses custos sem o apoio de instituições políticas ou patrocinadores generosos”.

“Minha crença é que a Fórmula 1 deveria repensar isso, levando em conta a mudança nas condições econômicas e o risco de nenhuma das pistas que criaram o próprio mito da categoria continuar presente”, finalizou ele.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.