F1 – Comentários pós corrida – Renault – GP da Hungria 2017

Jolyon Palmer

Jolyon Palmer

Jolyon Palmer, 12º colocado: O começo foi bom, mas perdi quando tive que evitar Ricciardo, que de repente desacelerou, o que me deixou fora dos dez melhores. Além de deixá-lo passar, minha estratégia foi comprometida hoje para tentar ajudar a corrida de Nico, e isso significou que Magnussen e Kvyat me superaram. Foi uma corrida frustrante até a bandeirada com muito mais ritmo, mas não há chance de ultrapassar nesta pista. Agora estou ansioso para as férias de verão e me desligar das corridas para reiniciar para a Bélgica.

Nico Hulkenberg, 17º colocado: Foi uma corrida frustrante hoje, especialmente porque tivemos o ritmo para um melhor resultado. Eu me senti realmente confiante e o carro estava bom. Nós poderíamos colocar tempos de volta decentes com ar limpo, mas foi muito difícil de passar, então passei muito tempo preso no trânsito. O pit stop foi frustrante, pois perdemos muito tempo em um momento vital na corrida. Isso me levou a ficar preso atrás de Kevin Magnussen. Eu faço questão de duelos acirrados, mas ele foi simplesmente implacável, me empurrando para fora da pista, por isso ele foi penalizado.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.