F1 – Comentários pós corrida – Red Bull – GP da Espanha

s_vettel.01Sebastian Vettel, 1º colocado
Foi muito difícil hoje. No início da corrida, eu pensei que havia largado bem, não entendi de onde Fernando veio. Ele largou atrás de mim, 16 metros atrás, e na metade da reta já estava lado a lado. Foi por dentro de Mark e eu fui por fora, então ele estava liderando após a primeira curva. Não conseguimos nos aproximar o suficiente para usar o DRS, mas o superamos no pit-stop. Bastante cedo, todos estavam tirando os opcionais do caminho, então faltava metade da corrida com os pneus duros. Parecia que as McLarens estavam bem fortes; eles ficaram mais tempo na pista com uma estratégia diferente, o que os deixou em segundo lugar atrás de nós. A partir daí, eu sabia que seria muito disputado; nas últimas 10 voltas, me senti como na China. Meus pneus estavam indo embora e rezei para o mesmo estar ocorrendo com Lewis, pois ele estava se aproximando e parecia bem mais rápido, principalmente no último setor. No final das retas, ele estava nos meus retrovisores, portanto eu não sabia se deveria me defender ou não. Foi muito apertado, mas nas últimas duas voltas, consegui resistir. O KERS funcionava e parava, o que significou que alterei bastante a distribuição dos freios. A McLaren, principalmente Lewis, dificultou nossa vida hoje. É um alívio quando você cruza a linha de chegada e sabe que conseguiu, portanto estou muito feliz. Foi um ótimo resultado, e depois de ontem, uma boa confirmação de que estamos fortes, mas como o esperado, McLaren e Ferrari estão nos pressionando bastante – estou muito feliz hoje.
Mark Webber, 4º colocado
Acho que meu início não foi terrível, mas Fernando (Alonso) teve uma largada fenomenal. Obviamente, a partir daí, não era mais o início que tínhamos planejado, e foi um verdadeiro jogo de xadrez. No final da corrida terminei 40 segundos atrás de Lewis e Sebastian. Foi um dia interessante hoje e que mostrou bem como estamos, pois em certos momentos eu estava rápido e em outros não.

Christian Horner, chefe da equipe
Uma corrida realmente emocionante. Acho que todos nós ficamos surpresos ao ver Fernando assumindo a liderança na primeira curva, e isso mudou a dinâmica da prova. Ele não tinha um ótimo ritmo na frente e segurou o pelotão atrás. Conseguimos ultrapassá-lo com Sebastian, mas não com Mark, porque a Ferrari percebeu o que estávamos fazendo. Foi uma combinação de trabalho de equipe e estratégia. Sebastian teve de superar Jenson e Massa para fazer sua estratégia funcionar, foi um risco real, mas ele arriscou e fez acontecer. Infelizmente para Mark, ele passou a primeira metade olhando o escapamento de Fernando Alonso, e para colocá-lo à frente dele no final, blefamos e eles caíram. Porém, foi frustrante para Mark, e o resultado completo seria tê-lo lá na frente também.

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.