F1 – Combustível da Ferrari foi checado “pelo menos 10 vezes” em 2019

Ferrari

Mattia Binotto, chefe da Ferrari, diz que os níveis de combustível da equipe foram checados “pelo menos 10 vezes” em 2019 após a discrepância encontrada no GP de Abu Dhabi.

A Ferrari foi multada em 50 mil euros pela FIA depois que foi descoberto que a quantidade de combustível declarada para Charles Leclerc antes da corrida estava 4.88 kg diferente da quantia que a federação encontrou no carro.

Isso ocorreu em meio às recentes diretrizes técnicas da FIA contra truques de motor, com a Ferrari consistentemente negando qualquer violação.

Binotto revelou que não foi a primeira vez que sua equipe foi investigada pelos níveis de combustível.

“Não é a primeira vez que estamos fazendo isso. Fomos checados pelo menos 10 vezes nesta temporada”, declarou ele. “Então, não é a primeira vez e sempre foi OK, mas ontem nós tivemos uma discrepância”.

Segundo Binotto, o procedimento para checagem do peso do combustível é bem conhecido e de fácil compreensão para as equipes.

“Você declara uma certa quantidade de combustível que está colocando no carro para a largada da corrida”, explicou ele.

“A FIA às vezes pode tentar checar o que foi declarado simplesmente pesando o carro, esvaziando o tanque, pesando novamente, calculando a diferença e tentando verificar se você tem uma discrepância”.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.