F1 – Capota pode ser uma solução para a pobre estética do halo, diz Wolff

Scott Dixon

O chefe da equipe Mercedes, Toto Wolff, disse que o acidente de Charles Leclerc em Spa o convenceu de que a Fórmula 1 precisa do halo, mas ele ainda acredita que sua estética deve ser melhorada.

Quando o halo foi introduzido no início da temporada, Wolff disse que queria levar uma motosserra para ele. Mas falando na entrega de prêmios da FIA na semana passada, Wolff admitiu que mudou de ideia.

“Mas eu ainda não gosto da estética disso”, acrescentou ele. “Espero encontrar uma solução para o futuro que pareça boa”.

“Eu gosto muito do Charles, ele é um jovem piloto que merece estar na Fórmula 1, e eu não teria me perdoado se tivéssemos votado contra o halo e tivéssemos um incidente grave com um resultado potencialmente catastrófico”.

“Mesmo que esteticamente não seja o que eu gosto, eu acho que é uma super iniciativa que nos mostrou seus méritos e eu estou feliz que Jean [Todt] forçou isso”.

Wolff sugeriu que um cockpit totalmente fechado poderia ser considerado para introdução futura.

“Acho que precisamos obter o equilíbrio certo entre estética e segurança”, disse ele. “Eu pessoalmente gosto das coberturas fechadas como caças a jato”.

A Indy testou uma solução de cobertura chamada “windscreen” no início deste ano. No entanto, o diretor de provas da FIA, Charlie Whiting, disse em setembro que seria apenas 10% mais eficaz do que o halo em um acidente como o de Leclerc.

Wolff acredita que mais discussões são necessárias. “Precisamos apenas, entre as equipes, a FIA e o detentor dos direitos comerciais, trabalhar de forma proativa de forma colaborativa em soluções que parecem ótimas e salvam vidas”, disse ele.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.