F1 – Brawn: Punições no grid precisam acabar

Ross Brawn

Ross Brawn

Ross Brawn diz que os chefes da Fórmula 1 estão tentando acabar com as punições no grid porque o sistema saiu do controle.

Desde que a F1 adotou componentes de longa duração – incluindo motores e caixas de câmbio que devem durar um determinado número de corridas – os pilotos que usam peças demais vêm perdendo posições no grid.

Porém, situações como a punição de 65 lugares no grid de Stoffel Vandoorne no GP da Bélgica deixaram Brawn convencido de que uma solução melhor precisa ser encontrada.

“Odeio o fato de que estamos tendo de afetar as corridas por causa de problemas técnicos”, declarou Brawn ao site Autosport. “Sei que você pode dizer que a quebra de um carro em uma prova é um problema técnico, mas acredito que os fãs entendem isso”.

“Não é nada agradável para um fã engolir que seu herói esteja no final do grid porque teve de trocar o motor. Temos de encontrar uma solução melhor para isso, uma forma diferente de penalização ou a remoção definitiva da punição, aceitando o problema que ela estava tentando resolver”.

Brawn disse que as discussões com a FIA já começaram, e ele espera mudanças até a introdução do novo regulamento de motores em 2021.

“Talvez possamos implementar uma solução melhor antes, porque é um aspecto extremamente impopular da F1 no momento”, acrescentou ele. “Uma das coisas sugeridas é a perda de pontos no campeonato de construtores. Poderia haver outras punições mais discretas”.

“Nós tínhamos o sistema de fichas para o motor e na verdade não era ruim. Ficou um pouco complicado demais, mas você podia remover as fichas por algum tempo. É necessário um pensamento lateral. As punições no grid são muito impopulares e devemos encontrar uma solução melhor”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.