F1 – Bottas comanda mais uma dobradinha da Mercedes em Baku

Valtteri Bottas

Valtteri Bottas suportou a pressão de Lewis Hamilton nas últimas voltas para vencer o GP do Azerbaijão e amenizar sua decepção com o final da corrida do ano passado em Baku.

Depois de ter perdido a vitória por causa de um pneu furado 12 meses atrás, Bottas manteve a calma quando foi pressionado por Hamilton, recebeu a bandeirada e recuperou a liderança do campeonato.

Enquanto a Mercedes conquistou sua quarta dobradinha nas quatro primeiras etapas da temporada 2019, Sebastian Vettel novamente obteve apenas um terceiro lugar para a Ferrari.

O companheiro de Vettel, Charles Leclerc, se recuperou para chegar em quinto, atrás de Max Verstappen (Red Bull), após a batida na classificação que o deixou em oitavo no grid.

Com pneus médios, Leclerc assumiu a ponta quando os três primeiros fizeram suas paradas. Ele liderou a parte intermediária da prova, mas Bottas finalmente entrou na zona do DRS e ultrapassou a Ferrari na primeira curva quando restavam 19 voltas.

Depois de fazer seu pit-stop e cair para quinto, Leclerc terminou quase um minuto atrás de Verstappen devido a uma segunda parada para colocar pneus macios novos, o que lhe permitiu tirar o ponto de bônus pela volta mais rápida de Bottas.

Sergio Perez (Racing Point) garantiu as honras de melhor do resto com a sexta posição. Ele não teve chance de obter seu terceiro pódio no Azerbaijão, mas ultrapassou Daniil Kvyat (Toro Rosso) no começo da corrida e não teve mais sua posição ameaçada.

Carlos Sainz finalmente marcou seus primeiros pontos pela McLaren em sétimo, mas só depois que seu companheiro de equipe Lando Norris fez um pit-stop extra durante o período de safety car virtual.

A McLaren celebrou sua primeira chegada dupla nos pontos em 2019, com Norris recebendo a bandeirada em oitavo. A Racing Point também colocou dois pilotos entre os 10 primeiros – Lance Stroll foi o nono.

Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) marcou um ponto improvável para manter sua estatística de chegar no top 10 em todas as provas desta temporada, apesar de ter largado do pitlane depois que seu carro foi reprovado em um teste de flexibilidade da asa dianteira.

Classificação da prova:

Pos. Piloto Equipe Voltas Tempo/dif.
1 Valtteri Bottas Mercedes 51 1h31m52.942s
2 Lewis Hamilton Mercedes 51 1.524s
3 Sebastian Vettel Ferrari 51 11.739s
4 Max Verstappen Red Bull/Honda 51 17.493s
5 Charles Leclerc Ferrari 51 1m09.107s
6 Sergio Perez Racing Point/Mercedes 51 1m16.416s
7 Carlos Sainz Jr. McLaren/Renault 51 1m23.826s
8 Lando Norris McLaren/Renault 51 1m40.268s
9 Lance Stroll Racing Point/Mercedes 51 1m43.816s
10 Kimi Raikkonen Alfa Romeo/Ferrari 50 1 volta
11 Alexander Albon Toro Rosso/Honda 50 1 volta
12 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo/Ferrari 50 1 volta
13 Kevin Magnussen Haas/Ferrari 50 1 volta
14 Nico Hulkenberg Renault 50 1 volta
15 George Russell Williams/Mercedes 49 2 voltas
16 Robert Kubica Williams/Mercedes 49 2 voltas
17 Romain Grosjean Haas/Ferrari 38 freios
18 Pierre Gasly Red Bull/Honda 38 caixa de câmbio
19 Daniil Kvyat Toro Rosso/Honda 33 acidente
20 Daniel Ricciardo Renault 31 acidente

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.