F1 – Berger: Eu gosto de Vettel, mas as ordens da equipe são injustas

Sebastian Vettel e Charles Leclerc

O ex-piloto da Ferrari, Gerhard Berger, acredita que o uso de ordens de equipe foi injusta, apesar da habilidade de Sebastian Vettel.

O austríaco de 59 anos teve dois períodos com a equipe, na qual ele conquistou 10 vitórias, e quer ver a Ferrari deixar Vettel e Charles Leclerc para competir livremente.

A Scuderia empregou ordens de equipe para favorecer Vettel em todas as três corridas nesta temporada, um movimento que reuniu fortes críticas, mas também apoio de quem diz que não é diferente das táticas que a Mercedes e outras usaram nas campanhas anteriores.

Berger, no entanto, é firmemente parte do campo crítico, dizendo à BBC Sport: “Por mais que eu goste de Sebastian e avalie ele, aqui está um menino [Leclerc] que é capaz de vencer o campeonato”.

A Ferrari acredita que Vettel é o adversário mais provável para o Campeonato Mundial, mas Berger, que era chefe de equipe da Toro Rosso quando Vettel conquistou sua primeira vitória no GP da Itália de 2008, vê isso como uma má desculpa.

“Eu não acho que seja o suficiente para dizer: ‘Bem, esse tem experiência, este não tem, então pegamos o cartão da experiência’. Acho que deixem correr”.

“É uma questão de quando é aceitável, e é realmente dar a alguém nem sequer uma chance de ganhar o Campeonato? E se você faz isso na primeira ou segunda corrida, eu não concordo”.

Leclerc conseguiu o assento da Ferrari depois de uma forte temporada de estreia em 2018 com a Alfa Romeo, trocando de lugar com Kimi Raikkonen, e Berger não acredita que tenha sido promovido muito cedo.

“Nem um pouco”, disse ele. “Em todos os casos a Ferrari sempre colocou os dois caras mais rápidos no carro e garantiu que o limão fosse espremido ao máximo”.

“Para mim, esse também é o jeito certo de fazer isso… Acho que foi o momento certo e a decisão certa”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.