F1 – Alonso não sente falta de Melbourne

Fernando Alonso

Fernando Alonso diz que não sente falta de estar em Melbourne para a abertura da temporada de 2019. Pela primeira vez desde a sua estreia na F1 em 2001, o espanhol não está presente no GP da Austrália.

Embora ainda seja um embaixador e testador da McLaren, o piloto de 37 anos está na Flórida, onde fará uma corrida de 12 horas em Sebring. Quando perguntado se ele sente falta de estar na Austrália, Alonso disse ao Diario Sport: “De jeito nenhum”.

E quando perguntado se ele está esperando que Melbourne seja um emocionante final de semana, ele acrescentou: “Eu não sei e não me importo muito”.

No entanto, Alonso admitiu que irá verificar o resultado: “Logicamente sim, é claro, como qualquer fã eu tenho curiosidade normal para ver como está indo e descobrir qual é a ordem real das equipes”.

“Mas o centro do mundo das corridas para mim neste fim de semana é Sebring, onde haverá mais de 200 mil torcedores. Estou definitivamente onde quero estar”, disse ele.

Alonso disse que a F1 “continua sendo a categoria mais importante do automobilismo” no mundo, mas ele disse que precisava mudar de foco para 2019. “Eu não corro para lá porque tenho desafios muito maiores do que a F1 pode me oferecer hoje. Eles têm problemas com os promotores das corridas, com os direitos televisivos, com as equipes. Agora, na minha carreira eu tenho metas muito maiores do que a F1”, explicou.

No entanto, Alonso não descartou um retorno em 2020 em um carro vencedor. “Eu não fechei nenhuma porta para 2020, mas eu não tenho uma bola de cristal para ver se estou voltando para lá ou voltando para o kart”, comentou.

“Se no meio do ano eu vir que tenho conseguido desafios muito importantes fora da F1, ou o que me for apresentado em 2020 parecer mais interessante, eu posso voltar”, reconheceu Alonso.

E quando solicitado a escolher qual das três melhores equipes vencerá o título em 2019, Alonso declarou: “Duas equipes. Nunca foram realmente três”.

Ele disse que é “difícil dizer” se a Ferrari vencer. “Nos testes do ano passado, também parecia que sim e, em seguida, a Mercedes venceu. O que acontece em Melbourne também tem que ser tomado com uma pitada de sal – teremos que esperar mais algumas corridas”, concluiu Alonso.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.