F1 adotou política de deixar os pilotos correrem

Michael Masi

Michael Masi, diretor de prova da Fórmula 1, lembrou o mundo que a FIA relaxou sua abordagem em relação às punições aos pilotos.

No fim da primeira temporada sem Charlie Whiting, que morreu em Melbourne, seu substituto Masi respondeu aos críticos que acham que as decisões dos comissários foram inconsistentes em 2019.

“As pessoas às vezes esquecem que todos nós conversamos juntos na segunda corrida da temporada no Bahrain sobre o que significa deixar os pilotos correrem”, disse ele. “Todos se envolveram – a FIA, F1, chefes de equipe e pilotos”.

E o australiano afirma que haverá mais progresso nessa área durante o inverno.

“É um processo”, acrescentou Masi. “Nós teremos discussões adicionais ao longo do inverno e vamos conversar com as equipes nos testes de pré-temporada”.

Masi revelou que a efetividade do DRS, dispositivo que visa facilitar as ultrapassagens na F1, também será analisada.

“Nós vamos checar onde o efeito foi grande demais, onde foi pequeno demais, quando as ultrapassagens foram muito fáceis e quando foram muito difíceis”, concluiu ele.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.