F1 – Adivinhações

Lewis Hamilton e Max Verstappen

Por: Adauto Silva

Eu vejo as pessoas falando do Hamilton na Ferrari, da Mercedes que ganharia títulos com quase qualquer piloto do grid, que Verstappen é arrogante, que Alonso é “desagregador” e etc.

Uau… que esporte essa turma está vendo? De onde saem essas afirmações?

Será que foi pelo fato do Verstappen ter dito que 60% do grid ganharia com a Mercedes? Claro que ele disse, afinal ele quer ir para a Mercedes e vai fazer tudo para tentar desestabilizar o Hamilton, talvez “motivá-lo” a ir para a Ferrari. O Verstappen tem uma agenda – que é ser campeão mundial de F1 – e tem que ter mesmo.

Todo mundo tem uma agenda num lugar tão fechado e competitivo como a F1.

O difícil é interpretar o que eles falam, porque falam e para quem falam. Nada ali é de graça.

Mas voltando à primeira frase do texto, esses exercícios de adivinhação são sempre fáceis de fazer para quem está de fora e não tem nenhuma responsabilidade com nada. Para os chefes de equipe e seus staffs é muito diferente. Eles gastam centenas de milhões de dólares para estarem na F1 em posição de vencer corridas e campeonatos. Eles não podem arriscar colocar qualquer piloto que eles não considerem o melhor possível no carro deles, porque eles “acham” que tem o melhor carro. Até porque não existe o “melhor carro” sem o piloto que entregue o resultado esperado.

É por isso que a Mercedes paga mais de R$ 200 milhões por ano para Hamilton ao invés de pagar 50 para algum outro que é bom e “poderia” ganhar o título. Não é porque o Hamilton é bonito, é simpático ou tem olhos maravilhosos. É porque com ele, a Mercedes tem certeza que se ela fizer um carro competitivo, sua chance ganhar os títulos são quase certas.

Querem um exemplo atual? Vettel. Digamos que a Ferrari ao longo do campeonato tenha sido um carro 98% do da Mercedes. Quem tirou tudo ou quase tudo desses 98%? Vettel ou Leclerc? Teoricamente devia ser o Vettel, que é um tetracampeão e teve o carro desse ano – assim como em 2017 e 2018 – feito com o feedback dele, não do Leclerc. Mas não foi isso que vimos. Leclerc tirou mais. Só a equipe sabe o quanto mais, mas sabe.

E se mesmo o Leclerc não tirou os tais 98% que demos como exemplo? Isso não deixa a Ferrari com uma pulga atrás da orelha? Será que com Hamilton ele não tiraria os 98% e ainda faria algumas pequenas alterações junto com algum engenheiro que ele confiar para o carro ser 99% da Mercedes e assim poder conquistar o título, caso ele estivesse lá e outro na Mercedes incapaz de tirar absolutamente tudo do carro prateado corrida após corrida?

É esse o raciocínio que os chefes de equipe usam. O raciocínio deles não é empírico, é exato, eles tem dados, milhões de dados, tanto deles quanto das outras equipes. Eles não podem trabalhar com achismos, senão perdem campeonatos, empregos e pior, centenas de milhões de dólares.

Veja quantos chefes de equipe a Ferrari teve nos últimos 7 anos. Por que? Porque eles não emocionais demais, parece que não fazem conta, só política e marketing com a imprensa italiana. Ficam amigos (Raikkonen, Vettel e etc.) ou inimigos (Alonso e talvez Verstappen) dos pilotos. É por isso que a Ferrari não ganha. É necessário mais pragmatismo. Qual piloto é capaz de sentar no carro e tirar tudo que ele pode? Quanto custa esse piloto? Tem a grana? Vai lá e contrata, fim de papo.

O Ron Denis fez isso com o Alonso. Trouxe de volta um piloto que quase destruiu a equipe dele em 2007. Não deu certo. Mas não deu certo porque o carro era horrível e a Honda começou tudo errado. Não é culpa do Alonso como os fãs apaixonados e emocionais acham. Alonso massacrou o companheiro de equipe de zero! Na F1, se você quiser vencer, não tem que “achar” nada. Tem que ir lá e fazer, ainda mais quando se tem os recursos $$$ necessários.

Outro exemplo é a Red Bull. Lá eles são pragmáticos. Helmut Marko parece um canalha aos olhos da torcida pelo o que ele faz com os pilotos. Mas não é nada disso. Ele não está lá para ser bonzinho ou amigo dos pilotos. Ele está lá como funcionário-chefe do dono da equipe que quer resultados, não amizades.

Marko já tinha tirado Kvyat do carro na quinta corrida de uma temporada e colocado Verstappen lá. O moleque entrou e simplesmente venceu sua primeira corrida na Red Bull. Agora tirou Gasly do carro no meio da temporada por que? Porque é malvado? Não, porque em comparação a Max Verstappen, Galsy tirava muito menos do carro, tão menos que a equipe perdeu a chance de ficar em P2 na tabela, não em P3. E isso é dinheiro, muito dinheiro, além de prestígio.

Outra coisa que a Red Bull fez; Nunca pagaram muito a seus pilotos. Mesmo Vettel quando conquistou 4 títulos lá, ganhava menos que Hamilton, Alonso, Schumacher e Rosberg. A Ferrari lhe ofereceu quase o quádruplo do que ele ganhava. A Red Bull disse “vai com Deus, meu filho”, já que eles tinham Ricciardo, que estava tirando mais do carro que Vettel. É assim que funciona. Pragmatismo.

Em compensação, quando viram o que Verstappen era capaz de fazer, ou seja, tirar tudo do carro, eles quadruplicaram o salário dele, estenderam o contrato e liberaram Ricciardo. Verstappen ganha “apenas R$ 40 milhões” hoje, mas ganhava R$ 10 no contrato anterior.

Hoje, só tem um piloto que ameaça Hamilton na Mercedes; Verstappen. Ele é o único piloto que a Mercedes tem praticamente certeza que tiraria tudo do carro sempre, caso eles não tivessem Hamilton. Mesmo assim é um problema.

Por que?

E se eles chamarem Verstappen para ganhar metade do que Hamilton ganha e assim economizarem R$ 100 milhões (pagando mais do que o dobro para Verstappen do que ele ganha hoje), mas Hamilton for para a Ferrari? Será que Hamilton com mais 8 ou 10 pessoas que certamente ele levaria para os Vermelhos não tornaria a Scuderia um adversário muito mais forte do que é hoje, perfeitamente capaz de ganhar da Mercedes com Verstappen?

Essa é a dúvida… da Mercedes, do Toto Wolff, do Hamilton e da Ferrari.

No momento em que dois desses atores não tiverem mais dúvida, saberemos o que acontecerá para 2021.

Adauto Silva
Leia e comente outras colunas do Adauto Silva

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.