Equipes de F1 vão decidir se GP da Espanha acontece ou não em 2020

Largada do GP da Espanha

Deverá caber às equipes decidir se Barcelona manterá seu lugar no calendário da Fórmula 1 para 2020. Anteriormente, com Zandvoort e Vietnã se juntando para 2020, parecia claro que Barcelona e Hockenheim eram as duas corridas que seriam eliminadas para que o calendário do próximo ano permanecesse em 21 corridas.

Mas agora o governo catalão está pressionando para manter o GP da Espanha. “Hoje, chegamos a um importante acordo que permite que o GP permaneça na Catalunha por mais um ano”, disse Meritxell Budo, porta-voz da Generalitat da Catalunha. “Especificamente, autorizamos a assinatura da prorrogação do contrato com a Fórmula 1 para 2020”.

No entanto, há um problema fundamental. A Liberty Media requer o consentimento das dez equipes de F1 para expandir o calendário além de suas atuais 21 corridas. O piloto da Mercedes, Lewis Hamilton, não tem tanta certeza de que isso possa ser feito.

“Já vemos caras que saem dos boxes 20 minutos após o início de uma sessão para economizar motores”, afirmou ele. “22 corridas numa temporada é muito”.

Carlos Sainz certamente espera que se chegue a um acordo para que o seu GP em casa permaneça no calendário. “Ouvi dizer que estão falando de um contrato de um ano, mas que nada foi oficialmente confirmado”, declarou o espanhol. “Mas ficarei muito feliz se isso acontecer”.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.