Ecclestone: F1 “já não se trata de corridas”

Bernie Ecclestone

Bernie Ecclestone juntou-se àqueles que estão atacando o estado atual da Fórmula 1. O antigo chefe da F1, que está na Áustria este fim de semana, foi deposto pela Liberty Media no início de 2017.

Perguntado se ainda gosta da Fórmula 1, o veterano de 88 anos disse ao jornal Salzburger Nachrichten: “Ainda gosto da marca, sim. Mas como muitos outros, estou chateado porque as corridas já não são muito boas. Já não se trata de corridas em si”.

Ecclestone salienta que mudanças são necessárias “urgentemente”. “É como uma casa velha”, explicou ele. “Você a compra, a renova, a torna ótima. Mas em algum momento ela perdeu sua característica, é muito clínica e não é mais ótima. Isso agora se aplica à Fórmula 1”.

Perguntado sobre o que é preciso, o britânico respondeu: “A coisa toda precisa ser mudada, esse é o problema. Não é algo pequeno, é uma grande mudança. Mas a mudança nem sempre é boa. Tem que ser uma boa mudança”.

Ele disse que a situação da Pirelli, com metade das equipes lutando por pneus diferentes, é emblemática do problema da F1. “Estamos numa conjuntura crítica em que estamos falando de pneus e não do campeonato”, disparou Ecclestone.

“Ninguém entende o que está acontecendo, não apenas os espectadores, mas até mesmo as equipes e os pilotos. Eles devem sentar-se juntos e tomar uma decisão”, opinou.

“Telemetria, motor, aerodinâmica, pneus – isso não é mais corrida”, insistiu. “Quando você chega a uma corrida, você deve estar falando no carro sobre quem vai ganhar, não sobre por que tudo se tornou tão ruim. Devemos deixar passar a tecnologia complexa”.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.