Corridas da F1 têm um “enorme potencial inexplorado”

GP da Austrália

O impulso que a Liberty Media está dando aos promotores de corridas da Fórmula 1 ajudará seus melhores eventos a concretizar um “enorme potencial inexplorado”, de acordo com Andrew Westacott, chefe do GP da Austrália.

Recentemente, os chefes da F1 realizaram uma reunião dos promotores de GPs em Londres da qual Westacott participou antes de ter um dia e meio de conversas privadas com a Liberty.

O CEO da Corporação do GP da Austrália afirma que há uma clara mudança de foco por parte do CEO da F1, Chase Carey, e sua equipe.

Westacott disse ao site Autosport que a F1 “quer deixar de ser uma companhia de automobilismo e passar a ser uma marca de mídia e entretenimento, e nós reconhecemos que estamos incluídos”.

Ele acrescentou: “Estou extremamente feliz, e creio que a visão deles é sustentada por três coisas – ótimas corridas, um espetáculo incrível e fãs dedicados”.

“Para nós que comandamos o espetáculo aqui, isso está de acordo com o que fazemos e com o que os fãs querem. Estou extremamente entusiasmado com o que eles estão fazendo e com sua empolgação. Há um enorme potencial inexplorado na F1”.

“Há uma sensação de estratégia e filosofia diferentes, e isso se alinha perfeitamente com que o estamos fazendo em Melbourne há muitos anos e com o que Melbourne faz com todos os seus eventos. Temos de elevar o nível a cada ano. E eu queria falar sobre as áreas onde quero elevar ainda mais o nível”.

“O que é vital e está nos ajudando é o fato de haver direção e sentimento positivos na F1 agora, a categoria está construindo suas próprias iniciativas, e como resultado de muitas coisas diferentes, nossa posição de vendas a várias semanas do evento está sendo a mais forte da última década”.

 

LS - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.